Sem categoria

Yedo Simões e João de Jesus Abdala comandarão o TRE-AM

Yedo substituirá a atual presidente Socorro Guedes e Abdala - foto: divulgação

Yedo substituirá a atual presidente Socorro Guedes e Abdala – foto: divulgação

Por 11 votos a oito o desembargador Yedo Simões de Oliveira foi eleito novo integrante titular do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A votação ocorreu na manhã desta terça-feira no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). Yedo Simões será o novo presidente da Corte eleitoral e o desembargador João de Jesus Abdala, o novo vice-presidente e corregedor. Os eleitos vão presidir as eleições municipais deste ano e cumprirão mandato até 2018.

Yedo substituirá a atual presidente Socorro Guedes e Abdala, a Mauro Bessa, atual vice e corregedor, que tentava a reeleição. O desembargador Wellington Araújo, estava inscrito para a disputa do pleito, mas declinou pouco antes do início da votação.

Yedo Simões ocupará o cargo porque o desembargador João Simões, outro escolhido, abdicou da possibilidade de disputar a presidência e revelou durante a sessão que seria vice-presidente do Regional, o que lhe dá também a função de corregedor do TRE-AM. “Somo candidatos que votamos reciprocamente e já havia esse entendimento entre nós, se ele (João Simões) fosse eleito abriria mão para que eu fosse presidente”, afirmou Yedo ao ressaltar o desejo que tinha de presidir a justiça eleitoral, destacando ainda, que todos estão empenhados em dar sua contribuição ao tribunal. “Eu sempre tive o desejo de dirigir aquela corte. A gestão que está terminando fez um grande trabalho com a biometria. Será um grande desafio, nós vamos começar a trabalhar pensando nas eleições desse ano”, ponderou.

De acordo com o presidente eleito a data da posse será definida de acordo com a desembargadora Socorro Guedes, no entanto, a partir de quinta feira a transição já começará a acontecer.

Quanto à vigilância da justiça eleitoral o desembargador afirmou que nada irá mudar. “Apesar do ano eleitoral atípico, sempre vamos primar para que a lei seja cumprida, e nós continuaremos vigilantes”, concluiu o desembargador.

Em março, o TJAM elegeu um membro substituto e um titular. Jorge Lins foi eleito substituto para a vaga de Wellington Araújo e Abraham Peixoto Campos Filho foi eleito titular na vaga de Dídimo Santana Barros. Na época, os juízes Paulo Feitoza e Luís Carlos Valois também disputaram a eleição, mas não receberam votos.

Por Asafe Augusto

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir