Sem categoria

Votação para conselheiro tutelar é cancelada em Manaus

Pleito para Conselheiro Tutelar foi marcado por atrasos e confusão - Foto: Arthur Castro

Pleito para Conselheiro Tutelar foi marcado por atrasos e confusão – Foto: Arthur Castro

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) decidiu, na noite deste domingo (4), anular a eleição unificada para conselheiro tutelar em Manaus. Ainda na tarde de hoje, o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) informou que iria pedir para que a votação para conselheiro tutelar, fosse anulada.


Durante o pleito, diversas irregularidades foram constatadas nos lugares de votação. A eleição foi marcada por dificuldades em encontrar as sessões de votação, ausência de nomes em listagem, demora na instalação de urnas e escolas fechadas.

Eleitores e candidatos às 45 vagas de conselheiros tutelares de Manaus e 45 suplentes da capital denunciaram falhas na primeira eleição unificada para conselheiro tutelar.

O pleito estava marcado para iniciar às 8h, mas em três escolas (Arthur Soares, Letícia Campos e Juraci Batista), todas situadas no bairro Cidade Nova, por exemplo, a votação só iniciou após às 11h, por conta do atraso na chegada das urnas.

Uma nova eleição deve ocorrer num prazo de até 40 dias, para decidir sobre os novos conselheiros tutelares de Manaus.

Por Equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir