Dia a dia

Vítima de explosão na Zona Leste de Manaus morre em hospital

Explosão do cilindro de gás ocorreu na tarde da última segunda-feira. Nove pessoas ainda estão internadas em estado grave em unidades de saúde – foto: Diego Janatã

Explosão do cilindro de gás ocorreu na tarde da última segunda-feira. Nove pessoas ainda estão internadas em estado grave em unidades de saúde – foto: Diego Janatã

Com 90% do corpo queimado, Flávia Costa Hoyos de 28 anos, vítima da explosão de gás ocorrida no bairro Tancredo Neves, na tarde da última segunda-feira (7), não resistiu aos ferimentos e morreu às 16h10 de ontem (10). A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (Susam). Flavia estava internada no hospital e pronto-socorro Platão Araújo.

Em nota oficial, a Susam informou que no boletim médico da vítima a causa da morte foi constatada como “choque hipovolêmico séptico, decorrente das queimaduras em 90% da área corporal”, diz o texto. A filha de Flávia, Laís Mirela de Moraes, de 3 anos, continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do pronto-socorro da Criança da Zona Sul em estado grave, com queimaduras em 80% do corpo.

Mãe e filha foram atingidas pelas chamas enquanto caminhavam pela rua, próximo de onde estava o caminhão- guincho e o cilindro de onde vazou gás liquefeito de petróleo (GLT), causando duas explosões simultâneas. Além de Flávia e Laís, mais 12 pessoas foram atingidas pelas chamas, sendo oito adultos e quatro crianças.

Quadro clínico

Entre os internados estão Marta Auziel Pereira, 8, que continua com o quatro estável e internada na enfermaria do pronto-socorro da Criança Joãozinho com queimaduras de 1º e 2º graus, e Luciane Auziel Pereira, 31, internada na UTI do hospital e pronto-socorro João Lúcio em estado grave.

Além de Laís Mirela, no pronto-socorro da Criança da Zona Sul ainda estão internadas Loren Elayne Auziel Pereira, 3, com 60% do corpo queimado na UTI e em estado grave, e Caio Pereira, 5, com queimaduras de 2º grau em 35% do corpo, mas que está com o quadro estável, internado na enfermaria.

No hospital e pronto-socorro 28 de Agosto estão Ildevane de Souza Colares,36, em estado grave, internada na UTI e os demais com queimaduras de 1º e 2º grau, que estão com o quadro estável: Maria de Fátima Auziel Pereira, 45, Darleno Duarte Pereira, 31 e Gilson Pinheiro da Silva, 23.

Em nota, a AmazonGás expressou profundo sentimento de pesar pelo falecimento de Flávia Costa Hoyos e informou que a empresa continuará dando todos os auxílios necessários à família das vítimas envolvidas na explosão.

“AmazonGás reitera que prosseguirá trabalhando intensamente para dar todo o suporte financeiro, médico e psicológico necessários a todas as vítimas, não medindo esforços para oferecer o melhor e mais rápido atendimento às pessoas envolvidas e seus familiares. A empresa solidariza-se à família e amigos da Sra. Flávia, lamenta profundamente o ocorrido”.

 

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir