Dia a dia

Vistoria dos barcos para Parintins começa dia 20

Embarcações que não tiverem o Passe serão impedidas de seguir. Passageiros estão sendo orien-tados a só comprar passagens de barcos avaliados – foto: Ione Moreno

Embarcações que não tiverem o Passe serão impedidas de seguir. Passageiros estão sendo orien-tados a só comprar passagens de barcos avaliados – foto: Ione Moreno

Com o objetivo de garantir a segurança do tráfego no rio Amazonas durante o Festival de Parintins, a Marinha, por meio do Comando do 9º Distrito Naval, está vistoriando todas as embarcações que levarão passageiros para o evento, que será realizado nos dias 25, 26 e 27 deste mês. No fim de abril, o órgão convocou os proprietários a agendarem gratuitamente o serviço até 27 de maio. Foram feitas 90 solicitações. As vistorias seguem até o dia 13 de junho.

“Essa vistoria consiste na verificação da parte documental e estrutural da embarcação. Como está a condição dos motores, de geração de energia, equipamentos, material de salvatagem, coletes, botes salva-vidas e ainda as certificações e classificações emitidas por outros órgãos”, esclareceu o capitão dos Portos da Amazônia Ocidental e capitão de Mar e Guerra Alfred Dombrow Júnior.

Passe

Após a vistoria, a embarcação aprovada receberá um documento chamado Passe. A intenção é diminuir o tempo de inspeção durante a operação Parintins, que começa dia 20 de junho, quando a Marinha fiscaliza de fato as embarcações a caminho do município de Parintins.

“O Passe dá celeridade à fiscalização. Vamos focar efetivamente no condutor da embarcação, se ele está com excesso de cargas e passageiros e uma nova verificação do equipamento de salvatagem. Isso tudo em prol da vida humana e da segurança da navegação”, destacou o capitão.
Serão instalados um posto de fiscalização em Manaus, próximo ao Encontro das Águas dos rios Negro e Solimões, e duas barreiras de fiscalização: uma em Itacoatiara e outra na própria cidade de Parintins.

Recomendações

As embarcações que não tiverem o Passe serão impedidas de seguir viagem e deverão voltar ao porto da capital amazonense. O capitão Alfred Dombrow Júnior alertou que os passageiros devem comprar passagens apenas de barcos vistoriados.

“Independentemente do festival, rotineiramente sempre aconselhamos os passageiros a verificar se a embarcação é inscrita, se o condutor tem habilitação. Especificamente para o festival, essas orientações são mantidas e agora acrescidas do Passe. Se não tiver o documento, não adianta, porque essa embarcação tem grandes chances de não chegar ao festival”, afirmou o capitão Dombrow.

Cerca de 450 militares do 9º Distrito Naval vão atuar na Operação Parintins 2016 até o dia 27 de junho. Além de fiscalizar as embarcações, a Marinha vai deslocar um Navio de Assistência Hospitalar e duas aeronaves para o município em casos de emergências.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir