Dia a dia

Visa apreende 900 quilos de alimentos vencidos em Manaus

Todo o material irregular foi apreendido e deverá ser encaminhado para descarte no aterro sanitário na estrada AM-010 -foto: divulgação

Todo o material irregular foi apreendido e deverá ser encaminhado para descarte no aterro sanitário na estrada AM-010 -foto: divulgação

Novecentos quilos de alimentos perecíveis com a data de validade vencida desde de 2012 e 2013 foram encontrados estocados em uma galpão da na empresa Bornoudh, localizada na rua Delfim de Souza, no bairro Raiz, Zona Sul de Manaus. Entre os alimentos estragados foram encontradas carne de hambúrguer, empanados de frango, polpas de frutas e de batata.

A apreensão ocorreu após denúncia anônima a fiscais do Departamento de Vigilância Sanitária (Visa Manaus), que armaram um operação surpresa de fiscalização do local de armazenamento dos produtos.

Nas dependências da distribuidora de alimentos, os fiscais encontraram um caminhão-baú de transporte de alimentos sem o funcionamento adequado da câmara frigorífica, essencial para o deslocamento das mercadorias. “Surpreendemos um carregamento que estava prestes a ser entregue para um fast food de grande porte que funciona em outra zona da cidade. Imediatamente fizemos retornar os produtos à câmara frigorífica da empresa de distribuição de alimentos”, relatou o fiscal Fabrício Barros.

Com a elevação da temperatura provocada pelo forte verão na cidade, cresce em importância o cuidado com a conservação e acondicionamento adequado de produtos perecíveis, como carnes, polpas de fruta, verduras e frutas. “A falta de refrigeração correta pode comprometer a qualidade dos produtos, inclusive durante o transporte da distribuidora”, advertiu o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

A empresa foi notificada por infração grave e poderá receber uma multa que varia entre uma até 400 Unidade Fiscais do Município (UFMs). Cada UFM equivale R$ 83,78. O alimento foi dado como inválido e será encaminhado ao aterro sanitário da AM-010, localizado na altura do quilômetro 19 da estrada que liga Manaus a Manacapuru. O proprietário da empresa terá o prazo de três dias, a partir desta quarta (19), para regularizar sua situação e continuar com suas atividades comerciais normalmente. O estabelecimento foi interditado e só será liberado após a regularização da pendência.

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir