Economia

Vigilantes aprovam greve para a próxima semana

o indicativo de greve será publicado na segunda-feira (1º) e após o prazo legal de 48 horas - foto: Ione Moreno

o indicativo de greve será publicado na segunda-feira (1º) e após o prazo legal de 48 horas – foto: Ione Moreno

Os vigilantes que prestam serviço terceirizado para diversos órgãos do município e do Estado aprovaram durante assembleia geral, indicativo de paralisação da categoria. Eles reivindicam aumento salarial de 10,39% e deram prazo até a próxima a próxima terça-feira (2) para que o Sindicato das Empresas de Segurança, Vigilância e Transportes de Valores e Curso de Formação do Estado do Amazonas (Sindesp-AM) se manifestem sobre o pleito dos vigilantes.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Vigilantes, Valdeli Bernado, o Sindesp ofereceu aumento de 6% no salário anual e o mesmo porcentual no tíquete de alimentação para os vigilantes, no entanto, a proposta foi recusada pela categoria durante a assembleia.

“O valor é muito baixo. Mesmo tendo um porcentual no ticket de alimentação, a proposta não agradou a categoria, que recusou a proposta. A categoria quer o reajuste do no salário de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Hoje ainda não está fechado, mas o aumento representa 10,39% em nosso salário”, explicou Valdeli.

Conforme o presidente do Sindicato dos Vigilantes, o indicativo de greve será publicado na segunda-feira (1º) e após o prazo legal de 48 horas – prazo constitucional para tornar a greve legal – os trabalhadores irão suspender as atividades.

Os vigilantes realizaram duas manifestações no Centro da cidade nas duas últimas semanas para chamar atenção quanto ao pleito salarial da categoria.

A primeira foi realizada no último dia 15. A ação foi marcada por confronto entre os vigilantes e a Polícia Militar após o grupo fechar a agência do Banco Bradesco, na avenida Eduardo Ribeiro. Na segunda, ocorrida na sexta-feira (22), o grupo realizou um “panelaço” em frente à Superintendência do Banco do Brasil, localizada na Rua Guilherme Moreira.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir