Sem categoria

Vigilante é morto durante serviço em prédio anexo à FVS, na Joaquim Nabuco

O caso está a cargo da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) - foto: Josemar Antunes

O caso está a cargo da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) – foto: Josemar Antunes

O vigilante Eduardo de Souza Silva, 34, foi morto a tiros no início da manhã desta quarta-feira (18) em frente ao prédio anexo à Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), onde trabalhava, na rua Joaquim Nabuco, Praça 14, Zona Centro Sul. O crime ocorreu por volta das 6h50.

Conforme a polícia, a vítima estava conversando com um amigo identificado como Francisco Kleber, 35, também vigilante, quando um homem se aproximou da dupla, a pé, e falou para Eduardo: “Perdeu playboy, perdeu”.  Em seguida efetuou os disparos e fugiu. Após ser atingido, o vigilante ainda caminhou para dentro do prédio, onde caiu morto.

Ainda segundo testemunhas, o suspeito fugiu em veículo modelo Pick-Up de placa não revelada, que estava esperando por ele na esquina da rua Japurá.

Policiais da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) realizaram buscas pelo local, mas nenhum dos suspeitos foi localizado.

O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML), onde passará por exame de necropsia e será liberado para a família.

Segundo a polícia, até o momento, não há suspeita sobre a motivação do crime. A possibilidade de latrocino (roubo seguido de morte) foi descartada, já que nenhum pertence da vítima foi levado.

Imagens das câmeras de segurança do prédio serão disponibilizadas a polícia para ajudar nas investigações. O caso está a cargo da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Por Mara Magalhães

Com informações de Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir