Sem categoria

Vidal Pessoa tem previsão de desativação para o primeiro semestre 2016

A Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, depois de seus 108 anos de existência deverá ser desativada no primeiro semestre de 2016  - foto: Arthur Castro

A Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, depois de seus 108 anos de existência deverá ser desativada no primeiro semestre de 2016 – foto: Arthur Castro

Após dois anos em que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) condenou a estrutura e recomendou a desativação da Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, localizada no Centro de Manaus, por superlotação e má condições de funcionamento, o Governo do Amazonas ainda não conseguiu cumprir a recomendação federal.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), a desativação está prevista para o primeiro semestre de 2016.

Atualmente, a cadeia é a porta de entrada do sistema carcerário. No entanto, com a inauguração do Centro de Detenção Provisória (CDP-2), que vai receber a população masculina e dá entrada no sistema todos os dias, ao Centro de Detenção será desativado.

O CDP 2 tem capacidade para 571 pessoas e está sendo construído no quilômetro 8 da BR- 174. Com 108 anos de história, a cadeia pública localizada na avenida Sete de Setembro, hoje, abriga cerca de 716 presos em situação provisória que aguardam condenação judicial.

A cadeia pública funciona como triagem para os presos que são encaminhados a outras unidades prisionais provisórias como o Centro de Detenção Provisória (CDP), o Instituto Penal Antônio Trindade e a Unidade Prisional do Puraquequara.

Por Mairkon Castro

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir