Dia a dia

Vereador de Coari é preso por receptação e é liberado após pagar fiança

Márcio foi conduzido à delegacia e autuado em flagrante por receptação - foto: divulgação

O vereador foi conduzido à delegacia e autuado em flagrante por receptação – foto: divulgação

O vereador Marcio Silva de Almeida (PPC), 35, do município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus), foi preso na manhã desta sexta-feira (5) pelo crime de receptação, mas foi liberado após pagar fiança no valor de 20 salários mínimos.

Marcio foi preso, após uma ação conjunta entre as polícias Civil e Militar que tinham como objetivo cumprir mandados de prisão preventiva, expedidos para a dupla Ilcemar Ribeiro Coelho Filho, o ‘Cimazinho’, e José Freide da Silva Souza, conhecidos como os ‘Piratas do Rio Solimões’, que estão foragidos.

Uma denúncia anônima foi feita aos policiais, informando que a dupla procurada estaria morando em uma propriedade do vereador, que é irmão por parte de mãe de ‘Cimazinho’.

“Nosso objetivo era cumprir os mandados em aberto, porém, durante as diligências em um sítio fomos informados pelos caseiros que o imóvel pertencia ao vereador e que uma motocicleta encontrada no lugar, com restrição de roubo desde 2015, pertencia a Márcio Silva. Então demos início às buscas pelo vereador”, explicou o delegado de Coari, Mauro Duarte.

O vereador foi preso na casa da mãe dele, situada na avenida Ceará, bairro Urucu, no município. Márcio foi conduzido à delegacia e autuado em flagrante por receptação.

Conforme o delegado, durante o depoimento Marcio, não respondeu a nenhuma das perguntas formuladas. Foi arbitrada uma fiança no valor de 20 salários-mínimos, totalizando R$ 17,6 mil. O vereador pagou a fiança na tarde de hoje e foi liberado.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir