Economia

Vendas nos supermercados têm leve alta de 0,8% de janeiro a agosto

Representantes do comércio reconhecem que empresários da indústria reduziram produção de produtos de mais qualidade e maior custeio com medo de que eles encalhem nas prateleiras dos supermercados do país - foto: Arquivo EM TEMPO

No acumulado do ano, a cesta teve elevação de 18,04% – foto: Arquivo EM TEMPO

As vendas dos supermercados tiveram alta de 0,80% de janeiro a agosto na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). A região Norte apresentou uma queda de 0,04%.

Entre os produtos que tiveram quedas nos preços estão: cebola (-18,73%), batata (-9,645), feijão (-4,89%) e carne dianteiro (-3,01%). Os vilões da cesta básica estão o queijo muçarela (8,56%), queijo prato (8,54%), tomate (6,995) e leite em pó integral (6,365).

A cesta de produtos Abrasmercado, que analisa 35 produtos da lista dos mais consumidos, teve queda de 0,27% passando de R$ 487,34 em julho para R$ 486,04 em agosto. No acumulado do ano, a cesta teve elevação de 18,04%.

Em agosto, as vendas em valores reais -descontada a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) -, caíram 2,65% em relação a julho e aumentaram 1,73% em relação ao mesmo mês do ano passado. As informações são da Agência Brasil.

“Como já vínhamos verificando desde o mês de junho, o índice de vendas do setor mostra uma estabilização e, com isso, uma sensível melhora da economia, aumentando as nossas perspectivas de um segundo semestre melhor do que o primeiro. Vários indicadores do consumidor e dos empresários também mostram que a confiança está voltando”, disse o superintendente da Abras, Marcio Milan.

A única alta de preços em agosto foi registrada na Região Nordeste (2,03%). No Sul, houve queda de 1,45%, no Sudeste, de 0,05% e no Centro Oeste, de 1,41%.

Por Folha Press

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir