Economia

Venda de smartphones tem queda pela primeira vez no Brasil, diz relatório

Consumidores compraram menos celulares inteligentes pela primeira vez desde que os aparelhos entraram no mercado brasileiro no mês de abril, quando 4,86 milhões de unidades foram comercializadas, 1% a menos que no mesmo período do ano passado, segundo relatório publicado pela empresa de pesquisa IDC nesta quinta-feira (2).

Em maio, 3,89 milhões de aparelhos do tipo foram comprados, o que representa queda de 16% ante o mês correspondente em 2014.

Os dados não levam em consideração os chamados ‘feature phones’, celulares convencionais e com acesso limitado a serviços de internet e aplicativos quando há.

A firma projeta uma queda de 12% no trimestre todo, que se encerrou nesta terça (30) ainda não há números fechados sobre junho.

‘Prevíamos um crescimento de pelo menos 5%, mas agora trabalhamos com volume negativo. Isso é reflexo do momento econômico do país’, disse Leonardo Munin, analista de pesquisas da IDC Brasil, por meio de comunicado.

‘Em 2014, quando o mercado de smartphones estava forte, houve um aumento de 56% frente ao segundo trimestre de 2013.’

A alta do dólar que aumentou preços foi uma das maiores causas para o encolhimento do mercado.

A companhia também revisou para baixo a projeção para todo o ano, de 63,5 milhões para 54 milhões de smartphones (diminuição de 15%).

‘Essa revisão está sendo um indicador de que realmente a economia no país não vive seu melhor momento’, diz Munin.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir