Sem categoria

Vaz marca e dá bi carioca ao Vasco sobre o Botafogo

Renegado muitas vezes e quase fora do Vasco ano passado, Rafael Vaz experimentou o sabor de ser vilão e se transformar em herói. Mal posicionado no gol do Botafogo, marcado por Leandrinho, ele se redimiu seis minutos depois e empatou o jogo por 1 a 1 com uma cabeçada que deu o bicampeonato ao Vasco sobre o Botafogo de forma invicta.


Relacionado para o banco de reservas, o zagueiro entrou no intervalo em substituição a Luan, que saiu lesionado. Com contrato se encerrando em junho deste ano, Rafael Vaz ainda não procurado pela diretoria e tem futuro incerto em São Januário.

O JOGO

Com a vantagem do empate, o Vasco não mudou a postura. Jogou a todo instante buscando ter a posse de bola, como é da sua característica.

O Botafogo, por outro lado, até tentou fazer uma pressão inicial, com jogadas rápidas pelos lados de campo, mas o adversário estava bem postado defensivamente.

A melhor chance foi do time de General Severiano em chute de Bruno Silva de fora da área, que exigiu grande defesa de Martin Silva. Já o Vasco levou muito mais perigo com cruzamentos na área, com exceção de uma jogada no início do duelo que terminou com finalização fraca de Riascos nas mãos de Jefferson.

Precisando da vitória, o Botafogo voltou determinado no segundo tempo. E conseguiu o gol logo aos 4min com Leandrinho. O jovem apoiador aproveitou falha de posicionamento de Rafael Vaz e, de cabeça, abriu o placar.

O Vasco cresceu na adversidade e respondeu imediatamente. Aos 11 min, o mesmo Vaz subiu ao ataque e devolveu na mesma moeda: 1 a 1. O Botafogo ainda partiu para cima nos minutos finais, mas o título foi mesmo para São Januário. Festa do Vasco.

VASCO
Martín Silva; Madson, Luan (Rafael Vaz), Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos(Yago Pikachu), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Riascos (Diguinho). T.: Jorginho

BOTAFOGO

Jéfferson; Luis Ricardo, Joel Carli, Emerson Silva e Diogo Barbosa (Diego); Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Gegê e Leandrinho (Neilton); Juan Salgueiro (Luis Henrique) e Ribamar. T.: Ricardo Gomes

Gols: Leandrinho, aos 4 min, e Rafael Vaz, aos 11 min do 2º tempo
Cartões amarelos: Rodrigo, Andrezinho, Jorge Henrique e Nenê (V); Luis Ricardo, Bruno Silva, Salgueiro, Leandrinho e Diego (B)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)
Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 60 mil presentes
Renda: R$ 2.705.750

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir