Mundo

Vaticano põe antigo bispo acusado de pedofilia em prisão domiciliar

O Vaticano colocou nesta terça-feira (23) em prisão domiciliária o antigo arcebispo polonês Jozef Wesolowski, acusado de pedofilia. É o primeiro caso do gênero, informou um porta-voz da Santa Sé, ressaltando que o papa Francisco exigiu uma ação rápida.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, disse que o tribunal criminal da Santa Sé determinou a medida em audiência preliminar.

O antigo bispo, embaixador da Igreja Católica na República Dominicana, foi deposto em junho depois de condenado por abuso sexual por um tribunal da Santa Sé.

De acordo com Federico Lombardi, o processo, que pode se transformar no primeiro processo por pedofilia no Vaticano, foi aberto “de acordo com a vontade expressa pelo papa, para que uma questão tão grave e delicada seja confrontada sem demora, com o rigor justo e necessário”.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir