Esportes

Vasco vence Flamengo em clássico tenso em São Januário e aumenta tabu

A vitória, que estende a sequência invicta do alvinegro sobre o oponente para sete confrontos, faz o time mandante disparar na liderança do Grupo A - foto: divulgação

A vitória, que estende a sequência invicta do alvinegro sobre o oponente para sete confrontos, faz o time mandante disparar na liderança do Grupo A – foto: divulgação

O Vasco voltou a receber seu maior rival, o Flamengo, no estádio São Januário neste domingo (14), depois de 11 anos, e festejou com a torcida a vitória por 1 a 0, com gol de Rafael Vaz, em jogo pela quarta rodada do Estadual do Rio.

O zagueiro, que já havia realizado desarme decisivo instantes antes de balançar a rede, anotou o tento aos 45 min do segundo tempo.

A vitória, que estende a sequência invicta do alvinegro sobre o oponente para sete confrontos, faz o time mandante disparar na liderança do Grupo A, agora com 12 pontos -a equipe está com 100% de aproveitamento na competição. O Flamengo, com sete pontos, é o segundo colocado da outra chave, atrás do Botafogo, que tem 12.

A partida na casa do Vasco inspirou cuidados das autoridades, que escoltaram a torcida visitante desde o prédio da Prefeitura do Rio de Janeiro até o estádio. E se deu sem confronto entre as partes.

Antes de a bola rolar, contudo, alguns flamenguistas promoveram quebra-quebra em um dos banheiros do estádio. Ao todo, 15 pessoas foram detidas pelo incidente.

O JOGO

Andrezinho ditou o ritmo do Vasco, e o time mandante se apresentou melhor do que o Flamengo na etapa inicial.

O alvinegro criou quatro chances de gol (contra duas do adversário). A melhor oportunidade foi desperdiçada por Riascos: depois de rebote em chute de Nenê, o colombiano driblou Paulo Victor, mas falhou na hora da finalização, aos 37 min.

Pouco antes, aos 35, o rubro-negro Emerson Sheik havia cabeceado por cima da meta, de dentro da pequena área.

A partida ficou mais corrida na metade final, e o Flamengo cresceu de produção. Mas, outra vez, a melhor chance foi do Vasco: Nenê, aos 11 min, carimbou a trave em falta frontal -o goleiro Paulo Victor já estava batido.

Aos 16, Mancuello, do rubro-negro, respondeu, também em bola parada, após jogada ensaiada, mas levou menos perigo. O tiro saiu à direita da meta.

Pouco mais tarde, o mesmo Nenê quase anotou gol olímpico.

Aos 45, quando a partida parecia se encaminhar para o 0 a 0, o zagueiro Rafael Vaz aproveitou bola que sobrou na área e bateu firme para decidir o jogo.

VASCO
Martín Silva, Madson, Rodrigo, Jomar (Rafael Vaz) e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Eder Luiz) e Riascos (Thalles)
T.: Jorginho

FLAMENGO
Paulo Victor, Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Márcio Araújo; Willian Arão, Mancuello, Marcelo Cirino (Everton) e Emerson; Guerrero
T.: Muricy Ramalho

Estádio: São Januário, no Rio
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro
Cartões amarelos: Rodrigo (V), Marcelo Mattos (V); Paolo Guerrero (F) e Wallace (F)
Renda/público: R$ 682.640,00 / 13.656 pagantes
Gol: Rafael Vaz (V), aos 45 min do 2º tempo

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir