Esportes

Vasco atinge maior invencibilidade no século e castiga arquirrivais

Jorge Henrique, do Vasco, em jogo disputado contra o Fluminense, na Arena da Amazônia, em Manaus - foto: Josemar Antunes

Jorge Henrique, do Vasco, em jogo disputado contra o Fluminense, na Arena da Amazônia, em Manaus – foto: Josemar Antunes

Há cinco meses o Vasco é imbatível. Com a vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense no último domingo, que valeu a conquista da Taça Guanabara após 13 anos, o clube alcançou sua maior invencibilidade no século 21, com 21 jogos sem derrotas. Além disso, o resultado provou que o cruzmaltino segue castigando seus arquirrivais, tendo perdido apenas um clássico dos últimos 16 disputados.

Contra o Flamengo, adversário da semifinal do Campeonato Carioca no próximo domingo, o Vasco está há um ano invicto. São oito partidas, com cinco vitórias e três empates. Sendo que neste período, o time de Jorginho eliminou o rubro-negro na semifinal do Estadual do ano passado e nas oitavas da Copa do Brasil também em 2015.

Diante do Botafogo, a invencibilidade já dura mais de dois anos, com quatro vitórias e três empates, além do título carioca conquistado sobre o rival na temporada passada.

Já o Fluminense foi a equipe responsável pela última derrota do Cruzmaltino, em novembro de 2015, ainda pelo Campeonato Brasileiro. Porém, nos últimos 10 confrontos, a supremacia é grande do time de São Januário, que dos outros 9 jogos venceu 7 e empatou 2.

Soberano até aqui, o Vasco tem a possibilidade de alcançar duas novas metas: caso não perca na semifinal e em nenhum dos dois jogos da decisão, o clube poderá ser campeão carioca invicto após 24 anos. E se não for derrotado nas próximas dez partidas, igualará o maior recorde de invencibilidade de sua história: 31 jogos em 1977.

Sempre comedido, o técnico Jorginho tratou de conter qualquer tipo de euforia logo após o título da Taça Guanabara.

“Eu já passei por muitas situações assim. Já ganhei Taça Guanabara e perdi o título. É importante estarmos atentos em relação a isso. Temos que ter uma semana concentrada. É um passo que damos a frente, uma conquista. Nos dá uma pequena vantagem. O Fluminense tinha a vantagem do empate, e nós partimos para cima. Sabemos o quanto a equipe do Flamengo é perigosa, tem um bom plantel. Temos que ter todo cuidado para alcançarmos o nosso objetivo”.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir