Economia

Varejo surpreende e avança 1,2% em fevereiro após dois meses de queda

A vendas do comércio varejista surpreenderam em fevereiro ao avançar 1,2% na comparação com o mês anterior, pela taxa com ajuste sazonal, interrompendo uma sequência de dois meses consecutivos de queda no indicador.

Trata-se do melhor resultado do comércio varejista desde julho de 2013, quando avançou 3%. O resultado foi insuficiente, no entanto, para recuperar as perdas acumuladas nos dois meses anteriores, que foi de 4,1%.

Apesar da alta no mês, os dados não indicam uma mudança de tendência. Em relação a fevereiro de 2015, as vendas recuaram 4,2%, completando 11 meses de queda contínua.

O setor sofre uma crise aguda desde o ano passado, com consumidores afetados por uma combinação de inflação, desemprego e crédito mais restrito. Esse cenário adia-se compras sobretudo de produtos mais caro.

Com o resultado, as vendas do varejo acumulam queda de 7,6% no ano e de 5,3% nos últimos 12 meses, segundo dados da PMC (Pesquisa Mensal do Comércio) nesta terça-feira (12) divulgados pelo IBGE.

SEGMENTOS

O aumento das vendas do comércio em fevereiro, na comparação ao mês anterior, ocorreu em metade das atividades acompanhadas pelo IBGE.

Esse avanço foi influenciado pelas vendas de móveis e eletrodomésticos, que tiveram alta de 5% em fevereiro, na comparação ao mês anterior. O ramo acumula agora queda de 13,4% no ano e também de 13,4% nos últimos 12 meses.

Outro setor com avanço de janeiro para fevereiro foi o de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,8%). Esse setor havia registrado queda de 3,2% no mês anterior, segundo a pesquisa.

Entre os ramos que registraram queda os destaques ficaram para tecidos, vestuário e calçados (-2,8%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-2,4%). O ramos chamado “outros artigos de uso pessoal e doméstico recuaram 0,1% no mês.

VAREJO AMPLIADO

O chamado “varejo ampliado” que, além dos oito segmento também inclui os ramos de veículos e material de construção, teve alta de 1,8% na passagem de janeiro para fevereiro, segundo os dados da pesquisa do IBGE.

Veículos, motos e peças tiveram aumento de 3,8% nas vendas no mês frente a janeiro. Já o ramo de materiais de construção aumentou 3,3% na comparação ao mês anterior.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir