Saúde e Bem Estar

Vacina contra a dengue pode estar disponível em 2018, diz ministro da Saúde

Durante o programa Bom Dia, Ministro, Chioro disse que o Brasil conta com as 14 vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde - foto:José Cruz/Agência Brasil

Durante o programa Bom Dia, Ministro, Chioro disse que o Brasil conta com as 14 vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde – foto:José Cruz/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse nesta quinta-feira (13) que a vacina contra a dengue pode estar disponível em 2018 no país, “se tudo der certo nas pesquisas que os cientistas estão fazendo”. Segundo ele, o governo aguarda o desenvolvimento de uma vacina que seja segura para a população. Chioro informou que o Instituto Butantã, em São Paulo, e a Fundação Oswaldo Cruz, em Manguinhos, no Rio de Janeiro, são os dois polos brasileiros que estão investigando a vacina de maneira avançada.

“Não há expectativa imediata. E insisto, se tudo der certo nas pesquisas. Porque vacina contra doença viral e, no caso da dengue, contra quatro sorotipos diferentes, nós vamos ter que esperar um avanço e se conseguirmos [isso] não tenha dúvida de que o governo, o Ministério da Saúde vai trazer mais uma vacina para os brasileiros”, acrescentou.

Segundo o ministro, o Brasil conta com as 14 vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde, e as vacinas contra o HPV, a hepatite A, a difteria e tétano acelular para gestantes foram as últimas a serem incorporadas ao calendário vacinal.

Arthur Chioro participou hoje do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços, para divulgar a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite, que começa no próximo sábado (15) – Dia D da vacinação – e vai até 31 de agosto.

Ministério da Saúde promove campanha de vacinação contra a poliomielite- foto:Tomaz Silva/Agência Brasil

Ministério da Saúde promove campanha de vacinação contra a poliomielite- foto:Tomaz Silva/Agência Brasil

A meta do ministério é imunizar 12 milhões de crianças, de seis meses a 5 anos incompletos, contra a paralisia infantil. Ele ressaltou que não há hipótese de faltar vacina e que 18 milhões de doses foram distribuídas em todo o Brasil.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir