Mundo

Universidade Stanford cria curso de liderança para executivos LGBT

De janeiro até hoje, foram 218 mortes de LGBT no país, dos quais 71 por tiros, 70 a facadas, 21 espancados, 20 por asfixia, 11 a pauladas e seis apedrejados, entre outros - foto: reprodução.

É a primeira vez que o curso é oferecido por uma universidade norte- americana- foto: reprodução.

A Escola de Negócios da Universidade Stanford criou um programa de liderança voltado para profissionais LGBT. A ideia partiu da constatação da ausência de integrantes da minoria no alto escalão executivo, conhecido como ‘level C’ (em referência às posições de CEO, CFO, COO etc).

Com duração de uma semana, o curso promete desenvolver “insights estratégicos, habilidades pessoais de liderança e um poderoso network para acelerar sua carreira”.

É a primeira iniciativa acadêmica do tipo nos Estados Unidos direcionada a pessoas LGBT.

‘Uso efetivo do poder’, ‘influência sem autoridade’, ‘vulnerabilidade como escola estratégica’ e ‘criando espaços de trabalho inclusivos para funcionários LGBT’ são algumas das disciplinas oferecidas pelo curso.

Há 50 vagas participar da primeira turma. A previsão é de que as atividades aconteçam entre 31 de julho e 5 de agosto, no campus de Stanford, localizado na Califórnia.

O custo total do programa é de US$ 12 mil (aproximadamente R$ 48 mil). Os requisitos são ao menos dez anos de experiência profissional e cinco anos em posições de gerência. As inscrições estão abertas até 24 de junho.

Mais informações em www.gsb.stanford.edu/exed/lgbt.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir