Dia a dia

Um morre e outro fica ferido em assalto a mercadinho no Cacau Pirera

O Instituo Médico Legal (IML) foi acionado para remover o corpo do local - fotos: Marta Helena

O Instituo Médico Legal (IML) foi acionado para remover o corpo do local – fotos: Marta Helena

Um homem identificado como Onerino Costa Rego, 36, morreu na tarde deste sábado (8), após ser atingido com um tiro no braço. Devido ao susto, ele passou mal e acabou falecendo. O fato ocorreu por volta das 16h, em um mercadinho localizado no Distrito de Cacau Pirera, no município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus). O proprietário do estabelecimento também ficou ferido.

De acordo com o sargento Waldo, da 8ª Companhia Independente da Polícia Militar do município, dois rapazes, provavelmente menores de idade, entram no estabelecimento e anunciaram o assalto. O proprietário do comercio, identificado somente como Zildevam Lima, reagiu e um dos suspeitos efetuou os disparos.

Um dos tiros acertou a cabeça do comerciante e outro atingiu o braço de Onerino, que estava trabalhando no local. A equipe médica da Unidade Básica de Saúde (USB) Vitória Paz, de Cacau Pirera, informou a polícia que devido ao susto, o homem teve um mal súbito e morreu.

O proprietário foi socorrido e trazido para uma unidade hospitalar da capital. Não há informação sobre o estado de saúde dele.

homicidio-cacau-pirera-divul

O Instituo Médico Legal (IML) foi acionado para remover o corpo do local, após necropsia o laudo comprovará se o homem morreu devido ao tiro ou de um ataque cardíaco.

Ainda conforme o sargento Waldo, os policiais militares estão realizando buscas pelos suspeitos, que fugiram por uma área de mata do bairro. Os suspeitos não conseguiram roubar nada do comercio.

Insegurança

Conforme os moradores do bairro, o clima no local é de total insegurança, pois os assaltos ocorrem com frequência.

“A onda de assaltos tem aumentado bastante na comunidade e os moradores ficam desesperados. Estamos reféns dos bandidos, as pessoas têm medo de sair na rua”, disse um morador que preferiu não se identificar.

Por Mara Magalhães

1 Comment

1 Comment

  1. matheus

    9 de outubro de 2016 at 00:15

    Meu amigo ozeclauver ele morava em MANICORE ele morava perto da minha casa nos jogava vôlei na frente da casa dele esse nome e dele e ozeclauve nome dele

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir