País

Um índio é morto e outros cinco feridos em confronto no MS

O hospital São Mateus, em Caarapó (MS), confirmou que um índio foi morto e outros cinco feridos a bala, incluindo uma criança, na barriga, nesta terça-feira (14) após um ataque feito por fazendeiros da região a barracos montados pelos índios na fazenda Ivu, a 20 km da cidade.

Os índios entraram na área neste domingo (12), reivindicando-a como terra tradicional guarani-kaiowá. Os feridos estão sendo atendidos em hospitais de Caarapó e Dourados.

Segundo a administração do hospital, o indígena morreu pouco antes de dar entrada no hospital com pelo menos um tiro no corpo. A identidade do morto não está confirmada, mas ele seria filho de um dos principais líderes indígenas guarani-kaiowá da região, Leonardo de Souza, segundo o professor indígena Eliel Benites, da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

“Houve um ataque de fazendeiros, usaram balas de borracha e balas de verdade”, disse o professor. Segundo Benites, alguns índios “foram tomados como reféns” e o conflito ainda estaria em andamento na área, considerada pelos índios como terra tradicional e denominada de Teikuê.

O local do conflito foi uma das áreas declaradas como terra indígena nas últimas semanas da gestão da presidente Dilma Rousseff, afastada em 12 de maio para responder a processo de impeachment. Segundo Eliel Benites, entre 80 e 100 indígenas ocuparam a região no último domingo. De acordo com o professor, fazendeiros da região se juntaram para retirar os índios à força e deram início “ao ataque” às 10h desta manhã.

Procurado, o Ministério da Justiça em Brasília não havia se manifestado até as 15h30. É o primeiro conflito sério em terra indígena desde a posse do presidente interino Michel Temer em maio.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir