Dia a dia

Um ano depois, rapaz é preso por suspeita de assassinar estudante em terminal, na Zona Leste

Marcelino foi autuado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio - foto: Ione Moreno

Marcelino foi autuado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio – foto: Ione Moreno

Preso na última sexta-feira, Marcelino Douglas Ferraz Printes, 22, era procurado por envolvimento no assassinato do estudante Jhonatas da Silva Pimentel, 17, ocorrido no dia 7 de fevereiro do ano passado.

O delegado adjunto Luiz Rocha, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), disse que foi um latrocínio (roubo e morte) cometido dentro do Terminal de Integração 4, bairro Amazonino Mendes, Zona Leste de Manaus. A juíza Mirza Telma de Oliveira Cunha, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, havia expedido mandado de prisão contra Douglas Ferraz.

Luiz Rocha disse que Jhonatas estava no terminal com a mãe, a dona de casa Maria Pinheiro da Silva, 65, e o irmão Gerlon da Silva Souza, quando foram surpreendidos pelo suspeito que estava com três comparsas.

“O Marcelino roubou a bolsa da mãe da vítima, o que levou ele a reagir e foi esfaqueado várias vezes pelo suspeito. A mãe e o irmão ainda tentaram socorrer o menor, mas também foram feridos”, disse o delegado. Gerlon quase teve a orelha decepada. Marcelino levou o celular do estudante.

Marcelino foi autuado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio. Após os procedimentos cabíveis será encaminhado a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir