Dia a dia

Um adolescente morre e outro fica ferido em troca de tiros com a polícia durante assalto a ônibus no Terra Nova

Devido a troca de tiros, dois dos suspeitos ficaram feridos. Arnaldo foi atingido com um tiro no tórax e não resistiu aos ferimentos - foto: divulgação

Devido a troca de tiros, dois dos suspeitos ficaram feridos. Arnaldo foi atingido com um tiro no tórax e não resistiu aos ferimentos – foto: divulgação

O jovem Arnaldo Marques Neto, 17, morreu após trocar tiros com a polícia, durante assalto a um ônibus do transporte coletivo da linha 030. O fato ocorreu por volta das 22h30 dessa terça-feira (16), na rua Chico Xavier, bairro Terra Nova, Zona Norte de Manaus.

Outro adolescente que participava do bando também ficou ferido. Dois suspeitos identificados como Erick Azevedo Alfaia, 19 e Thiago dos Santos Ribeiro, 20, foram presos.

De acordo com a polícia, os quatro suspeitos entram no coletivo e em seguida anunciaram o assalto. Um deles rendeu o motorista, que não teve o nome divulgado, quanto os outros – que estavam armados com revolveres e um simulacro – renderam o cobrador e os passageiros.

Ainda conforme a polícia, uma passageira fez sinal para os policias militares da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) que realizavam patrulhamento pela rua Chico Xavier.

Ao perceberem o sinal da passageira, os policiais conseguiram interceptar o ônibus, porém, no momento da abordagem, um dos adolescentes que estava armado disparou contra os PMs, que revidaram e atiraram contra os assaltantes.

Devido a troca de tiros, dois dos suspeitos ficaram feridos. Arnaldo foi atingido com um tiro no tórax e não resistiu aos ferimentos, morrendo no local.

O outro adolescente foi socorrido e levado para o Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus. Após receber alta médica ele foi levado para a Delegacia Especializada em Apurações de Atos Infracionais (Deaai).

Os outros suspeitos foram levados para o 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foram autuados por roubo majorado e corrupção de menor. Após os procedimentos cabíveis serão levados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir