Dia a dia

Ufam realiza ato contra ‘LGBTfobia’

O ato aconteceu no hall do ICHL – Fotos: Márcio Melo

A manhã desta quarta-feira (18) foi marcada por um ato pacífico que pedia respeito à classe Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBT) que integra a comunidade acadêmica da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). O ato, intitulado “Estamos Aqui para Viver: Ufam sem LGBTfobia” aconteceu no hall do Instituto de Ciência Humanos e Letras da universidade.

De acordo com uma das organizadoras do movimento, Patrícia Sampaio, a iniciativa é uma resposta coletiva à recorrente prática de pichações com mensagens de intolerância encontrada em diversos espaços da universidade e teve o apoio de professores que integram o Conselho de Representantes da Associação dos Docentes da Ufam (Adua).

“Infelizmente, na semana passada, tivemos um caso que ganhou repercussão nas redes sociais e imprensa. Mas ela não foi a primeira, mas esperamos que seja a última. Precisamos implementar a cultura do respeito”, disse.

Representantes de diversas classes estiveram prestando apoio ao ato, como a Igreja. Triste com as mensagens intolerantes destinadas aos gays, o bispo Renato Souza disse que é na universidade que se constrói uma sociedade melhor e que a atitude de homofóbicos compromete o sentimento de liberdade e democracia.

“Os agressores serão vencidos por um Deus de amor. A Igreja acredita que o Evangelho, a mensagem de Cristo é inclusiva, para todos, sem exceção”, falou.

EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir