Sem categoria

UEA quer contemplar 80 mil estudantes no Amazonas com programa ‘Pré-Calouro’

Para preparar os alunos que irão enfrentar o Sistema de Ingresso Seriado (SIS) e também a prova macro, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) lançou nesta segunda-feira (5) o programa ‘Pré-Calouro’, que funcionará por meio de canal do YouTube e da TV Cultura, com aulas de reforço da língua portuguesa, literatura e matemática, além de técnicas de redação.

O projeto é desenvolvido em parceria com a Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc), que de acordo com o reitor da UEA, Cleinaldo Costa, vai alcançar cerca de 80 mil estudantes na capital e na zona rural.

Cleinaldo Costa informou, ainda, que, já próxima semana, serão disponibilizados questionários com simulados, no aplicativo whatsapp, para que o aluno possa testar seus conhecimentos. O número ainda não está disponível.

“Educação é investimento, nós temos professores concursados. A proposta do canal do YouTube é conhecer o perfil dos nossos alunos, na capital e no interior, para saber o que pensam e quais os interesses de carreira. Uma outra preocupação é verificar o desempenho no vestibular 2015”, pontuou Costa.

“A UEA é a única universidade que oferece 55% de todas as suas vagas para os alunos do interior, por meio de cotas. Através dos resultados obtidos a partir deste programa, criaremos estratégias para melhorar a educação na UEA. Esses resultados nos ajudarão a dar um norte para essas discussões”, continuou o reitor.

O aluno pode acessar os conteúdos através da página da instituição e também interagir, dar sugestões, tirar dúvidas pelo novo portal da UEA, informou ainda o reitor.

“Haverá um ‘aulão’ aos sábados que será transmitido pela Seduc, onde alunos das mais de mil unidades por todo o Estado poderão assistir, principalmente os de locais com pouco acesso à internet, onde será reprisado todo o conteúdo da semana para os alunos que não conseguiram acessar diariamente”.

O secretário de educação, Rossiele Soares da Silva, disse que as aulas, com todo o conteúdo do ensino médio, serão gravadas e enviadas para as comunidades rurais, onde não há acesso à internet.

“A qualidade da educação se faz ao longo do tempo e nós temos que alavancar os nossos alunos para que eles tenha condições de ingressar na universidade. A ideia é expandir para todas as áreas de conhecimento”, comentou o secretário.

“Qualquer conteúdo que o aluno tenha acesso será aproveitado paras que obtenham êxito tanto no vestibular como no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que também é uma forma de aluno ingressar na universidade”, avaliou Rossielle.

Esse primeiro modelo do projeto ‘Pré-calouro’, estará disponível até o dia 12 de novembro, véspera das provas do SIS.

Por Conceição Melquíades

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir