Dia a dia

UBSs realizam ações de prevenção ao HIV/Aids

Ubs

As UBSs estão desenvolvendo para alertar a populaçãosobre a importância da prevenção e detecção precoce da doença. foto: Semcom

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) tem reforçado as ações de prevenção ao HIV/Aids em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) durante esta semana. Oferta de teste rápido para detecção da doença, ações educativas com rodas de conversa e palestras, distribuição de preservativos, exposição de material informativo e caminhadas na comunidade são algumas das ações que as UBSs estão desenvolvendo para alertar a populaçãosobre a importância da prevenção e detecção precoce da doença.

As ações foram organizadas para marcar o Dia Mundial de Combate à Aids, 1º de dezembro, e seguem até o final da semana. “As UBSs realizam, durante todo o ano, as ações de combate ao HIV/Aids, mas também aproveitam o dia 1º de dezembro para reforçar o alerta, a toda a sociedade, da importância do combate à doença”, explicou secretário da Semsa, Homero de Miranda Leão.

 

Campanha

As UBSs estão realizando ações de acordo com os objetivos traçados pela Campanha de Prevenção ao HIV e Aids, lançada no dia 1º de dezembro pelo Ministério da Saúde. Abordando o tema “Com o tratamento, você é mais forte que a Aids”, a campanha por objetivo incentivar a prevenção, a testagem e, principalmente, o início do tratamento nos casos de diagnósticos positivos.

 

A Semsa disponibiliza, atualmente, 62 unidades de saúde, entre UBSs e Policlínicas, realizando o teste rápido para HIV/Aids, que detecta os anticorpos contra o HIV em até 30 minutos a partir da coleta de uma gota de sangue da ponta do dedo do paciente. A rede municipal conta ainda com 27 Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) e uma maternidade oferecendo o teste rápido.

 

“O exame é essencial porque ajuda no diagnóstico precoce da doença, o que permite iniciar o tratamento o mais rápido possível, reduzindo o risco de transmissão entre a população e, consequentemente, melhorando a qualidade de vida do paciente. Por esse motivo, é essencial que as pessoas procurem uma UBS para realizar o teste rápido”, ressalta a chefe do Núcleo de Controle de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais da Semsa, Adriana Raquel de Souza.

 

A Semsa tem como meta para o próximo ano a organização do sistema para descentralização do atendimento das pessoas vivendo com HIV, da Fundação de Medicina Tropical (FMT) para os quatro Serviços de Assistência Especializada (SAEs) na rede municipal, localizados nas zonas Sul, Norte, Leste e Oeste. “Além disso, já está sendo preparada uma capacitação de profissionais da Atenção Primária à Saúde para iniciar o manejo clínico do HIV, o que inclui o tratamento e acompanhamento do paciente”, informa Adriana Raquel.

Casos

O município de Manaus registrou  1.204 casos da doença de janeiro a 26 de novembro de 2015. No ano passado, o número de casos foi de 1.537. A faixa etária mais afetada é a de 10 a 34 anos (59,8%).

 

Com informações da assessoria de imprensa

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir