Sem categoria

Turismo de recepção na natureza é a nova aposta das agências de Manaus

Startup Praquerumo oferece no seu site pacotes de aventura na selva e nas águas dos rios do AM – foto: reprodução

Startup Praquerumo oferece no seu site pacotes de aventura na selva e nas águas dos rios do AM – foto: reprodução

Com o crescimento das vendas de passagens aéreas e pacotes turísticos para outros Estados e países, via online, agências de turismo de Manaus começam a investir no serviço receptivo.

O dado foi revelado por operadores amazonenses do setor, durante a 42ª Abav Expo Internacional de Turismo, que ocorre até este domingo (28), no centro de convenções do Anhembi, em São Paulo (SP), realizada pela Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav).

A diretora de Marketing da agência de turismo Decola Manaus, Maria Gonçalves Silva Lima, conta que levou a sua agência pela primeira vez a uma feira da Abav e destaca que nos últimos anos a procura por pacotes turísticos domésticos e internacionais está em queda.

Para enfrentar o novo momento das agências de turismo, ela afirma que a principal aposta do setor, no Amazonas, são os serviços explorados sobre os rios e a floresta, a começar por Manaus.

Maria levou para os operadores nacionais e internacionais, presentes na feira, pacotes turísticos urbanos e de natureza, como roteiros no Centro Histórico de Manaus.

Estes incluem passeios no Teatro Amazonas e no Largo São Sebastião, que ficou marcado pela presença dos ingleses durante a Copa, e no Mercado Municipal Adolpho Lisboa, patrimônio histórico devolvido à cidade em 2013.

Bioma amazônico

Na natureza do bioma amazônico, a agência oferece expedições em casas de nativos da floresta, na região do lago do Mamuri, no município do Careiro Castanho, ou no rio Ariaú, no município de Iranduba; cruzeiros em barcos regionais pelas águas do rio Negro e Solimões, de até 12 dias; banho com os botos; observação de pássaros; e passeios pelas cachoeiras do município de Presidente Figueiredo.

“Procuramos atender a vontade do visitante que quer viver a Amazônia. E quando não temos a atividade nós procuramos parceiros para não perdermos o turista”, contou.

Com o trabalho de divulgação feito na feira da Abav, Maria espera aumentar o volume de vendas de pacotes receptivos em até 50% a partir de 2015.
“Invisto no receptivo, porque como emissivo a procura por pacotes diminui. A procura pelo Amazonas como destino cresceu depois da Copa, para turistas nacionais e internacionais”, salientou.

Segundo ela, a Decola busca pelo cliente doméstico na feira, porque o principal da agência é o internacional, a começar por países das Américas como Argentina e México, e da Europa, sendo a Espanha o principal, a partir da parceria com a agência europeia Amazonatour.

“Viemos com a missão de deixar os contatos para outros Estados brasileiros e reforçar o que já temos de melhor, que é o turista internacional”, comentou.

Rodada de negócios

O diretor comercial do Tropical Hotel Resorts, Eduardo Pereira Filho, também aposta no receptivo, além da hospedagem.

Nas rodadas de negócios com operadores nacionais e internacionais, organizadas pela Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), ele diz que levou em primeiro plano a imagem do Amazonas com o seu potencial de natureza preservada, ao mesmo tempo que ofertou a gama de serviços do resorts, categoria recuperada pela rede no final do ano passado.

Com um fluxo do turista de lazer no hotel – que vem em busca de pesca esportiva e de aventuras na selva -, sempre com nível “bom”, principalmente os europeus e os asiáticos, Eduardo diz que o Tropical Hotel Resorts investe no receptivo do turista de negócios.

Para isso a rede investiu na revitalização dos apartamentos e dos salões de eventos e do zoológico. Segundo ele, já estão agendados quatro grandes eventos para 2015.

Por Emerson Quaresma (Jornal     EM TEMPO)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir