Sem categoria

Túnel de 15 metros é descoberto dentro do Compaj durante revista

O túnel tem aproximadamente 15 metros de comprimento e foi encontrado na na cela 8, ala 1 do pavilhão 3 do Compaj - foto: divulgação

O túnel tem aproximadamente 15 metros de comprimento e foi encontrado na na cela 8, ala 1 do pavilhão 3 do Compaj – foto: divulgação

Um túnel que seria usado para fuga de presos, de aproximadamente 15 metros de comprimento, foi descoberto dentro do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no quilômetro 8, da BR-174, durante a tarde de desta segunda-feira (20). A escavação está na cela 8, ala 1 do pavilhão 3 e foi descoberta durante um procedimento de contagem de internos e de fiscalização nos pavilhões da unidade.

Através de nota, o secretário de Estado de Administração Penitenciária, Pedro Florencio, disse que esse já é o sexto túnel encontrado este ano por equipes da Seap, antes de serem utilizados para fuga. “Esse é o resultado de um trabalho preventivo de fiscalização e acompanhamento das nossas equipes na rotina das unidades. Acreditamos que esse túnel seria usado ainda hoje, e com a descoberta, a Seap conseguiu frustrar os planos de uma parcela da população carcerária da unidade”, disse.

Com toda movimentação, familiares de presos ficaram apreensivos suspeitando que a ação se tratasse de rebelião.  Um familiar de um dos presos que não quis se identificar, disse que foi impedido de entrar no local, pela polícia. “Desde 1 hora da tarde que essa rebelião está acontecendo lá dentro e não deixam a gente passar. Eu tenho parente lá dentro e fico preocupada. Já chamamos gente dos direitos humanos para o local mas ainda nada foi resolvido” disse.

A ação foi realizada pelas equipes da Coordenação do Sistema Penitenciário (Cosipe), Departamento de Inteligência Penitenciária (Dipen), Servidores do Compaj e demais unidades prisionais, Umanizzare Gestão Prisional Privada, e contou com o apoio de 40 policiais militares do Comando de Policiamento Especializado (CPE).

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir