Mundo

Trump acusa Obama de grampear seu telefone durante processo eleitoral nos EUA

O presidente de Estados Unidos, Donald Trump, acusou hoje (4) o seu antecessor, Barack Obama, de ter grampeado seu telefone durante o processo eleitoral no país. A informação é da agência argentina Télam.

Em uma série de tuítes publicados neste sábado, Trump classificou o ex-presidente de “ruim” ou “doente” por ter gravado suas conversas telefônicas e sugeriu que poderia levá-lo aos tribunais.

“Como o presidente Obama caiu tão baixo ao grampear meus telefones durante o sagrado processo eleitoral. Isso é Nixon/Watergate. Cara ruim (ou doente)“, escreveu Trump, em sua conta no Twitter, sem fornecer detalhes para provar suas acusações.

Trump também se referiu às informações divulgadas pelo jornal Washington Post de que o procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, teve reuniões com o embaixador russo, Serguei Kislyak, durante a campanha eleitoral do ano passado. Segundo o presidente, Kislyak também foi à Casa Branca durante o mandato de Obama.

Agência Télam

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir