Dia a dia

TRT suspende despacho que autorizou paralisação dos rodoviários em Manaus

Os rodoviários fizeram uma greve geral na última terça-feira (17) – Daniel Landazuri

A presidente do Tribunal do Trabalho da 11ª Região, desembargadora Eleonora Saunier, relatora do processo, decidiu ainda na noite de sexta-feira (20), suspender o despacho que havia autorizado a greve dos trabalhadores do transporte coletivo de Manaus, a partir da próxima segunda-feira (23). O mandado judicial foi cumprido neste sábado (21).

A desembargadora considerou que a paralisação definida para o dia 23 não pode ser objeto de decisão no processo em questão, visto que o referido Dissídio Coletivo de Greve (DCG) diz respeito ao exercício do direito de greve iniciado no dia 17 de janeiro e já cessado, mediante intervenção judicial, nos autos do próprio processo. Entretanto, o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário de Manaus (STTRM) já havia informado que iria aguardar o prazo negociado com a Prefeitura de Manaus, que vai até a próxima sexta-feira (27), para deflagrar ou não uma nova paralisação.

A Justiça do Trabalho negociou uma data de audiência de conciliação entre o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) e o Sindicato dos Rodoviários para às 10h do próximo dia 3 de fevereiro de 2017. O objetivo, segundo o TRT, é buscar uma solução definitiva para o conflito.

O mandado judicial já foi cumprido, nesta manhã, pelo oficial de justiça do TRT ao vice-presidente do STTRM, Josildo de Oliveira Silva.

EM TEMPO
Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir