Dia a dia

Trio usava ‘casa de massagem’ para camuflar tráfico e prostituição

O trio também é suspeito de receptar e adulterar veículos roubados – Ana Sena

José Araújo Cordeiro, 33 anos, a esposa dele, Leiliane Nunes Vasconcelos, 27, e Thiago Araújo de Lima, 18, foram presos suspeito de integrarem um grupo criminoso envolvido com tráfico de drogas, roubos e favorecimento à prostituição. 

A prisão aconteceu na rua Nossa Senhora do Carmo, bairro Parque das Nações, Zona Centro-Sul, na tarde de segunda-feira (6). Segundo as investigações, o trio tinha uma casa de massagem chamada “Lindas Moças”, onde mulheres a partir de 18 anos se prostituíam. Os suspeitos chegaram a lucrar R$ 4 mil por mês com a prática.

De acordo com o delegado Guilheme Torres, titular do Departamento de Repreensão ao Crime Organizado (DRCO), os suspeitos vinham sendo investigados há um mês, após denúncias anônimas, que informaram que o trio também receptava motos roubadas.

“Nós observamos que o Thiago entrou com uma motocicleta na residência e quando saiu, a moto estava com placa diferente. Quando entramos na casa encontramos um quilo de entorpecentes entre cocaína e maconha, além de dois veículos com placas clonadas e 11 celulares. Essa droga era vendida aos clientes que iam até a casa de massagem”, revelou o delegado.

O diretor do DRCO revelou ainda que a mulher de um dos suspeitos também fazia programas – Divulgação/PC

Ainda segundo o delegado, em depoimento, José confessou que a casa de massagem funcionava há seis meses e que a mulher dele também fazia programas com os clientes. “Duas mulheres de 18 e 23 anos foram encontradas no local. Elas prestaram depoimento e confessaram que se prostituíam na residência. Elas informaram ainda que cobravam R$ 100 a hora”, disse Torres.

O trio foi autuado em flagrante por associação criminosa, tráfico de drogas e exploração sexual.

Ana Sena
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir