Sem categoria

Tribunal de Contas empossa conselheiro Mario de Mello

Com mais 30 anos de experiência na vida pública, Mario de Mello afirmou que chega ao TCE com muita vontade de trabalhar e também de aprender - foto: divulgação

Com mais 30 anos de experiência na vida pública, Mario de Mello afirmou que chega ao TCE com muita vontade de trabalhar e também de aprender – foto: divulgação

Com presença do governador José Melo, do prefeito Arthur Neto e de dezenas de autoridades do Estado, o conselheiro Mario Manoel Coelho de Mello, 56, foi empossado como conselheiro do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), na manhã desta quinta-feira (3). A solenidade foi conduzida pelo conselheiro-presidente, em exercício, Ari Moutinho Júnior, que deu as boas-vindas ao novo integrante do colegiado.

Eleito pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) na última terça-feira (1º), com maioria absoluta de votos (22 no total), o novo conselheiro assume a vaga deixada no colegiado pelo então conselheiro Raimundo Michiles, que se aposentou no final do mês passado.

Com mais 30 anos de experiência na vida pública, Mario de Mello afirmou que chega ao TCE com muita vontade de trabalhar e também de aprender, porque a Gestão Pública é um aprendizado diário.

“Chego com um peso técnico grande do serviço público, como servidor público,  e agora chego ao cargo de conselheiro também servidor público. Estou preparado. Tenho um relacionamento maravilhoso com os outros conselheiros e uma das minhas metas será a rapidez. Eu pretendo ser um julgador de rapidez. Sei da responsabilidade e do peso da função, mas estou pronto para exercer essa nova fase da minha vida”, afirmou.

Para o conselheiro Mario de Mello, o desafio será fazer Justiça e, também, julgar sem influência, “porque o ser humano é um ser social, seduzido por paixões, por situações que o levam ao contexto emocional” e ele quer fugir disso.

“Eu quero ser um juiz técnico. Rogo a Deus para que eu seja justo. Eu vivi o outro lado, eu sei o que é estar do outro lado, indiscutivelmente. Eu venho com bagagem técnica, eu sou um gestor público de formação, então isso só me fortalece”, comentará, ao ressaltar em seu discurso de posse que é “consciente da dimensão das responsabilidades advindas do cargo e de sua importância para promover e estimular as boas práticas administrativas em prol da sociedade”.

Ao dar boas-vindas ao conselheiro Mario de Mello, o conselheiro Ari Moutinho Júnior afirmou que a chegada do conselheiro ao TCE traz uma grande satisfação à corte. Segundo Ari Moutinho Júnior, o novo conselheiro é um técnico e uma pessoa que conhece o Amazonas há mais de 30 anos, prestando relevante serviço, tanto em Brasília quanto aqui na capital.

“A participação do conselheiro Mario de Mello no colegiado vai engrandecer e muito as discussões. Mario é um gestor público conhecido por toda uma pessoa que conhece a realidade do Estado. Teremos um conselheiro preparado e equilibrado, do perfil do Mario”, comentou o conselheiro Ari Moutinho. A conselheira Yara Lins, ao falar em nome do colegiado, afirmou que a escolha do nome de Mario de Mello foi sábia, oportuna e enriquecedora, uma vez que as discussões do colegiado ganharão com os conhecimentos técnicos e na área de gestão do novo conselheiro.

Ao falar de Mario de Mello, o governador José Melo destacou que o conselheiro tem grande vivência publica e tem conhecimento de orçamento e de finanças, que o ajudarão a analisar as contas tanto do Estado quanto dos municípios, além de entender a atipicidade do Estado.

O prefeito Arthur Neto, ao avaliar a escolha de Mario de Mello, afirmou que é totalmente a favor da escolha feita. Segundo ele, o conselheiro abriu muitas portas para o Amazonas, quando atuou como representante do Estado em Brasília.

“Vejo que ele tem os conhecimentos técnicos, jurídicos e experiência administrativa para ser um grande conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas com Justiça e equilíbrio, usando esse mesmo equilíbrio com Justiça e autoridade”, disse.

Antes de ser indicado para compor o colegiado na vaga deixada pelo então conselheiro Raimundo Michiles, Mario de Mello era representante do Governo do Amazonas em Brasília, onde atuou desde o ano de 1991, no relacionamento institucional do Estado do Amazonas junto ao Governo Federal, demais governos estaduais e e Corpo diplomático.

Além do conselheiros Ari Moutinho Júnior, Yara Lins e Mario de Mello e de outras autoridades do Executivo e Legislativo e Judiciário,  participaram da solenidade o conselheiro Júlio Pinheiro, os auditores Mário Filho e Alípio Reis Firmo Filho, o procurador-geral do Ministério Público de Contas, Roberto Krichanã, os demais procuradores do MPC e servidores da corte de Contas.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir