Política

TRF anula prisão domiciliar a Cavendish e Cachoeira

Cavendish e Cachoeira tiveram cabelos raspados no presídio de Bangu - foto: reprodução

Cavendish e Cachoeira tiveram cabelos raspados no presídio de Bangu – foto: reprodução

O Tribunal Regional Federal revogou a decisão de conceder prisão domiciliar aos empresários Fernando Cavendish, dono da Delta, e Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Ambos foram detidos na operação Saqueador, deflagrada na semana passada, sob suspeita de desvio de R$ 370 milhões em obras públicas.

A decisão foi tomada pelo desembargador Paulo Espírito Santo, escolhido como o novo relator do caso após o primeiro, o desembargador Antônio Ivan Athiê, ter se declarado suspeito por ser amigo de Técio Lins e Silva, advogado de Cavendish. O magistrado atendeu a pedido da Procuradoria Regional da República no Rio.

Com a decisão, o dono da Delta, Cachoeira e outros três acusados na operação permanecerão presos no Complexo Penitenciário de Gericinó. Embora a Justiça tenha concedido inicialmente prisão domiciliar, o benefício estava condicionado ao uso de tornozeleiras eletrônicas. A Secretaria de Administração Penitenciária afirmou não ter nenhum equipamento disponível.

Cavendish é acusado de integrar um esquema que, segundo o Ministério Público Federal, envolveu 18 empresas de fachada para lavar ao menos R$ 370 milhões de dinheiro público recebidos pela Delta Construções.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir