Eleições 2016

No AM, TRE usará câmeras das escolas estaduais e municipais para coibir derrame de santinhos  na eleição

A ação de jogar santinhos na rua, configura-se também em crime ambiental - foto: Kattiúcia Silveira

A ação de jogar santinhos na rua, configura-se também em crime ambiental – foto: Kattiúcia Silveira

Para coibir o derrame e a distribuição ilícita de santinhos em frente às escolas no dia do pleito municipal de 2016, que será realizado no dia 2 de outubro, a Comissão de Fiscalização da Propaganda, do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Amazonas (TRE-AM) firmou na tarde desta quarta-feira (24), um acordo com as Secretarias de Educação do município e Estado (Semed e Seduc, respectivamente) e a empresa IIN Tecnologia, responsável  pelos sistemas de seguranças das unidades de ensino, localizadas em Manaus.

Segundo a juíza coordenadora da Propaganda Eleitoral, Lídia Abreu, o objetivo da parceria é fazer com que o eleitor não seja manipulado, votando consciente e livre.

“Nossa ideia é que os eleitores, principalmente em relação à escolha do candidato a vereador, pesquise e analise o melhor para a cidade. Muitas vezes, as pessoas não decidiram em quem votar para vereador e pegam o primeiro santinho que veem na frente”.

A magistrada disse ainda, que a ação de jogar santinhos na rua, configura-se também em crime ambiental.

“As câmeras de segurança disponíveis nas escolas possibilitaram o monitoramento destas ações nos colégios eleitorais. Também vamos contar com o apoio dos vigilantes destas escolas para caso ocorra alguma infração sejamos avisados imediatamente”.

De acordo com o gerente de operações da IIN Tecnologia, Vicente Lopes, ao todo 259 escolas do Estado e 478 do município contam com o sistema de segurança. Ele salientou que as câmeras monitoram apenas dentro das unidades de ensino.

Além da parceria com as secretarias de educação, a comissão de propaganda também conta com o apoio do CIOPS para realizar esse monitoramento.

Para o secretário estadual de educação, professor Algemiro Ferreira Lima, a parceria é inovadora. “Em todas as eleições disponibilizamos servidores, além das escolas, é claro. Agora, para ajudar na segurança e a monitorar possíveis crimes eleitorais estamos também cedendo as imagens câmeras de segurança. Isso é inovador e vai ajudar o TRE a coibir essas práticas ilícitas”.

Por Kattiúcia Silveira

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir