Política

TRE-AM prepara equipe para as eleições municipais

Diretor-geral do TRE-AM, Messias Andrade, afirma que treinamento para as eleições iniciou ainda em 2015 - foto: divulgação

Diretor-geral do TRE-AM, Messias Andrade, afirma que treinamento para as eleições iniciou ainda em 2015 – foto: divulgação

A dois meses das eleições municipais, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) prepara sua equipe para a condução do pleito, a exemplo de outros tribunais eleitorais, numa iniciativa chancelada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A preparação, contudo, iniciou ainda em 2015, segundo informou o diretor-geral da unidade, Messias Andrade, que participou na semana passada do Curso de Direito Eleitoral, em Brasília, com corregedores, juízes de propaganda, da presidência, do pleito da capital e de prestação de contas.

Tudo isso, frisou o diretor, para que ocorra uma homogeneidade nas novas informações adquiridas conformes as alterações na campanha eleitoral deste ano. Andrade comenta que os treinamentos para as eleições de outubro já estão na reta final e, que embora haja a redução no tempo de campanha, o período de trabalho do TRE continua o mesmo de anos anteriores. Para este ano, ele assegura que o voto será altamente seguro e que os candidatos poderão receber “selo verde”, atribuído a quem desenvolveu uma campanha ecologicamente correta.

O diretor-geral do TRE-AM afirmou que a proposta do presidente do tribunal, desembargador Yedo Simões, é que todos falem a mesma língua. O treinamento da Justiça Eleitoral para o pleito continua e, na próxima sexta-feira, o tribunal vai realizar uma reunião com todos os juízes envolvidos no pleito, seja da capital ou do interior. “Nesse encontro, será abordado o sistema de informação e os procedimentos a serem adotados na eleição. Vamos ter palestras com representantes da Polícia Federal, Polícia Militar, Detran e corregedorias. Estamos na fase final da licitação de todos os processos que envolvem eleições, desde a contratação até a logística de entrega de urnas de todos os Estados”, adiantou Andrade.

O treinamento contou ainda com participações em vários eventos-testes realizados pela Justiça Federal em outros Estados, como aconteceu em Tocantins, em que foi realizada a validação das ferramentas de envio de dados eleitorais no fim do pleito. Em Curitiba, disse Andrade, aconteceu a “semana de testes”, em que foram avaliados os componentes das urnas eleitorais que são utilizadas no pleito deste ano e os sistemas integrados do TSE.

“Na oportunidade, houve um encontro dos presidentes dos tribunais regionais eleitorais para debater as diretrizes sobre o que vai ser realizados nestas eleições e para o próximo biênio da presidência do ministro Gilmar Mendes. Em todas estas ocasiões, tivemos a oportunidades de compartilhar informações sobre o novo sistema e validação de procedimentos, tanto para os gestores e presidentes gerais, no âmbito estratégico dos tribunais”, disse.

Por Fabiane Morais

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir