Dia a dia

Trânsito começa a ser organizado pela EMTT em Parintins

 A cada final de semana, conforme a PM, em média são registrados de quatro a seis acidentes de trânsito- foto: reprodução


A cada final de semana, conforme a PM, em média são registrados de quatro a seis acidentes de trânsito- foto: reprodução

Quem pensa que só o morador da capital do Estado tem problemas com o trânsito, está enganado. Parintins – a 369 quilômetros de Manaus -, tem hoje um dos trânsitos mais letais do interior em razão do aumento de veículos, nas ruas da cidade. Dados não oficiais apontam que semanalmente duas motos entram em circulação em Parintins. Isso devido à facilidade para se comprar um veículo.

A cada final de semana, conforme a Polícia Militar, em média são registrados de quatro a seis acidentes de trânsito. Fora os que não chegam ao conhecimento da autoridade policial.

Iniciada em 2010, somente neste final de semana a municipalização do trânsito saiu do papel, com a posse da diretoria da Empresa Municipal de Transportes Urbanos (EMTT).

“O que estamos oficializando é o começo de um trabalho de organização do nosso trânsito, precisamos reduzir o número de acidentes que vem ocorrendo em Parintins, mas, para que isso possa acontecer, precisamos da empresa que está sendo oficializada e, sobretudo da colaboração de cada um, que mora em Parintins”, disse o prefeito da cidade, Alexandre da Carbás, durante a posse de Nezias Brelaz, que estará à frente do trânsito em Parintins. O órgão terá ainda na diretoria o coronel Adson Oliveira, militar reformado que já trabalhou no município, na década de 70, como delegado e comandante da PM.

Os primeiros passos de organização no trânsito da cidade, segundo ele, já iniciaram, por meio de reuniões que estão ocorrendo com as diretorias dos sindicatos dos mototaxistas e taxistas de Parintins. “Já fizemos vários encontros, mostramos a necessidade de se mexer para melhorar o trânsito, para evitar o que hoje acontece, claro que não vamos também ter a presunção de que o trânsito vai ficar 100%, mas está havendo por parte da prefeitura esse visível interesse em organizar o trânsito”, afirmou o coronel.

Orientação

De acordo com Nezias Brelaz, está agendada para esta semana uma reunião com o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AM), Leonel Feitosa, para discutir uma parceria com a autarquia.

“Em seguida nós vamos a Brasília em busca de recursos”, disse Brelaz, salientando que terá início uma intensa campanha de orientação aos condutores de veículos da cidade.

“Primeiro vamos orientar, trabalhar para mudar os hábitos no trânsito, depois sim vamos cobrar o que deve ser cobrado”, salientou.

Por Tadeu de Souza

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir