Esportes

Trabalho e esperança na reapresentação do Nacional

Jogadores ainda acreditam na classificação do Nacional para próxima fase – foto: Raimundo Valentin

Jogadores ainda acreditam na classificação do Nacional para próxima fase – foto: Raimundo Valentim

Após a segunda derrota para o Remo-PA na Série D do Campeonato Brasileiro, os jogadores do Nacional voltaram a trabalhar na tarde desta segunda-feira (24) no Centro de Treinamento Barbosa Filho, na Zona Leste de Manaus. Apesar de saberem que está cada vez mais complicado a classificação para a segunda fase da competição, os atletas e a comissão técnica confiam em uma combinação de resultados que favoreça o Leão da Vila Municipal.

Com quatro pontos no Grupo A1, o Naça ocupa a quarta colocação na tabela, atrás de Vilhena-RO com cinco, o Rio Branco-AC com 11 e o Remo-PA com 13. Por esse motivo, cada partida é preciosa na busca por uma vaga entre os dois que vão passar para próxima etapa.

Tendo mente que cada jogo será uma final, o técnico Paulo Morgado buscou ajustar o posicionamento dos jogadores em campo. Antes de começar a atividade, o comandante reuniu o elenco no centro do gramado e conversou por cerca de dez minutos. Após o bate-papo, alguns jogadores que estão mais cansados da viagem, como Gilson, Lídio e Nando, fizeram um trabalho regenerativo com o preparador físico Carlos Rocca, enquanto o restante do elenco realizou um treinamento em campo reduzido.

No final desta atividade, Morgado coordenou um treinamento de ataque contra defesa. Outro ponto que o treinador trabalhou foi a finalização. Quem se destacou foi atacante Weverton, mas quem chamou atenção foi Wanderley, que participou dessa etapa do treino. Apesar disso, o atacante só terá condições de jogo caso o Nacional passe para a segunda fase.

O próximo adversário do Leão da Vila será o Rio Branco-AC na próxima segunda-feira (31) ás 20h30 na Arena da Amazônia Vivaldo Lima. Só uma vitória mantém vivas as chances de classificação. Por esse motivo, o comandante explicou que pretende ajustar os setores que deixaram a desejar na última partida, mas promete entrar em campo com força máxima para conquistar os tão importantes três pontos do confronto direto.

“Vamos encaixar nosso time para essa partida. Precisamos arriscar tudo. Não podemos jogar com dez atacantes, mas vamos jogar com muita cabeça. Teremos a volta do Danilo (Rios) e Charles, e isso é importante. Nosso adversário vai se defender e precisaremos dos jogadores mais talentosos para ajudar. Temos que arriscar. Não quero chegar na terça-feira que vem e me arrepender de não ter arriscado tudo nessa partida que é decisiva”, afirmou Morgado.

Motivação
Questionado sobre como fará para motivar o elenco nacionalino, Morgado admitiu que é difícil devido as chances que o time tem de se classificar, fora isso, ressaltou a estrutura de trabalho que os atletas têm no Nacional e a possibilidade real do Remo tirar pontos do Rio Branco fora de casa.

“Não é fácil, mas temos qualidade para isso. Precisamos fazer a nossa parte. Temos que vencer os jogos e torcer para o Remo tirar pontos do Rio Branco. Estamos em um clube que paga em dia, jogadores que foram campeões por onde passaram e uma torcida que apoio. Então, vamos entrar em campo para fazer a nossa parte”, finalizou.

Por Thiago Fernando

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir