Sem categoria

Trabalhadores da construção protestam por moradias em frente à Suhab, na Zona Leste

Os trabalhadores reivindicam por um plano de moradias – foto: divulgação

Os trabalhadores reivindicam por um plano de moradias – foto: divulgação

Um grupo de trabalhadores da construção civil de Manaus realiza uma manifestação pacífica em frente á sede da Superintendência Estadual de Habitação (Suhab), na Alameda Cosme Ferreira, Zona Leste.

O protesto, por inclusão em programa de moradias, ocorre desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (23) e já complica o trânsito na área, com reflexos tanto na via sentido centro/bairro, como ao contrário.

Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) foram ao local para tentar dar fluidez ao tráfego. Policiais da 9º Companhia Interativa Comunitária (Cicom) também reforçam a segurança na área.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil no Amazonas, Cícero Custódio, os trabalhados estão reivindicando por moradias do projeto Minha Casa, Minha Vida.

“O governador José Melo prometeu, em fevereiro de 2014, para mais dez mil trabalhadores da construção civil, que todos iam receber a casa do projeto. Até hoje ele não cumpriu a promessa, todos esses trabalhadores não têm casa própria”, disse Cícero Custódio.

manifestação construção - Ione Moreno

A manifestação acontece desde as 6h e reúne mais de cem pessoas – foto: Ione Moreno

Os manifestantes prometem ficar em frente à Suhab até serem atendidos pelo titular da Suhab,
“Queremos uma resposta do secretario, pelo menos uma posição se os trabalhadores estão incluídos no projeto, como prometido pelo governador. Vamos ficar até sermos atendidos”, enfatizou Custódio.

Por meio de nota, a Suhab informou que “não atende nenhum tipo de categoria especifica e que não há inscrições abertas devido à enorme demanda já existente em seu banco de dados social para o programa federal Minha Casa Minha Vida”.

A autarquia ressaltou ainda na nota que não poderá ater aos manifestantes “pelos motivos já apresentados”.

Por equipe EM TEMPO Online

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir