Esportes

Tite quer ataque de seleção olímpica com Neymar, Gabriel Jesus e Gabriel

Conselheiro de Rogério Micale, Tite é favorável a escalação de Gabriel Jesus e Gabriel ao lado de Neymar no ataque da seleção olímpica. O treinador da seleção principal visitou nesta quarta pela primeira vez a Granja Comary e se reuniu com Micale e os convocados.

A formação do ataque é ainda mantida em segredo pelo treinador. No dia 30, a seleção fará um amistoso contra o Japão, no Serra Dourada, em Goiânia.

“Eles podem formar grande ataque sim [Neymar, Gabriel Jesus e Gabriel]. Não gosto de pré-conceber nada, criar expectativa em demasia, mas também não me esconder. Eles podem, devem, tomara que seja [o ataque da seleção]”, afirmou Tite, antes de tentar assistir o treino da tarde.

A neblina tomou conta do centro de treinamento da CBF e praticamente escondeu os atletas.

Até o final de semana, Micale deverá fazer o primeiro coletivo em Teresópolis e mostrar o seu ataque.

Tite disse que os três atacantes terão que ter liberdade para criar nas partidas durante os Jogos Olímpicos.

“O Micale vai potencializar esse último terço do campo [o ataque], da criatividade, do um contra um, da ilusão, da livre iniciativa, do talento individual”, acrescentou.

Na segunda (18), a seleção olímpica iniciou a preparação em Teresópolis para a disputa da inédita medalha de ouro.

O treinador reconheceu que o time tem a responsabilidade de vencer o torneio.

“Não dá pra tirar isso [a responsabilidade]. Assegurar medalha ou título não existe, isso é vender ilusão, mas tem que se comprometer a fazer a melhor preparação possível’, disse Tite.

Desumano

Principal jogador da seleção, Neymar recebeu carinho de Tite. Depois de conversar com o jogador do Barcelona, o treinador disse que é “desumano colocar em cima” de Neymar a responsabilidade pela conquista do título.

“É desumano colocar num atleta a expectativa de que tudo de bom venha dele. Vem do técnico, dos outros atletas. Futebol não é assim. Em alguns momentos vai ter individualidade, pode até ser dele, mas tem que ser dos outros também”, afirmou o técnico, que deve assistir a estreia da seleção olímpica contra a África do Sul, no dia 4, em Brasília.

Depois, Tite deverá viajar para o exterior, onde pretende ver algumas partidas dos atletas que vai convocar para as eliminatórias da Copa do Mundo.

No dia 1º, o treinador vai comandar pela primeira vez o time principal diante do Equador, em Quito.

Antes da coletiva, a assessoria da CBF distribuiu um relatório feito pela comissão técnica sobre o primeiro mês de trabalho. O documento informou que Tite assistiu 16 jogos no estádio até agora e, por vídeo, mais 20 da seleção.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir