Dia a dia

Tiroteio termina em morte e três feridos em Manacapuru; uma criança de dois anos foi baleada

A família havia saído do enterro quando foi abordada pelos atiradores em uma motocicleta - foto divulgação

A família havia saído do enterro quando foi abordada pelos atiradores em uma motocicleta – foto divulgação

Uma troca de tiros terminou com uma morte e três pessoas feridas, entre elas uma criança de dois anos, no início da noite desta quarta-feira (12), no município de Manacapuru (distante 69 quilômetros de Manaus). O crime aconteceu após morte de um homem, conhecido como ‘Dieguinho’, supostamente envolvido com o tráfico de drogas.

De acordo com policiais militares do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o caso aconteceu por volta das 17h30, na rua Parintins, bairro São Francisco, após o enterro de ‘Dieguinho’. A polícia acredita que o objetivo era matar o restante da família devido a um acerto de contas.

O irmão dele, conhecido apenas como ‘Dioninha’, estava em um carro, modelo Gol, de cor prata e placa não informada, na companhia de três pessoas da família, entre elas a menina Jennifer Cristina Santos Bandeira, 2. Minutos após sair do cemitério, eles foram abordados por dois homens em uma motocicleta, de características não reveladas. A dupla chegou atirando e houve uma suposta troca de tiros.

A criança foi baleada no abdômen e o motorista do carro – Fabrício Bandeira, 23, – foi atingido nas costas. O projetil atingiu o pulmão. A terceira pessoa baleada foi o suspeito, Marco Antônio da Silva Ataíde, 24, que pilotava a motocicleta e foi atingido no braço. Outro motociclista, identificado como Anderson Marina Pedrosa Feitosa, 27, que passava pelo local no momento do tiroteio, foi atingido na cabeça e morreu no local.

Anderson Marina Pedrosa Feitosa, 27, foi baleado na cabeça e morreu - foto divulgação

Anderson Marina Pedrosa Feitosa, 27, foi baleado na cabeça e morreu – foto divulgação

Agentes de saúde foram acionados e prestaram socorro às vítimas. Todos foram encaminhados ao Hospital Lázaro Reis e seguem internados. Os estados de saúde não foram informados. O caso será investigado por policiais civis do município.

Portal EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir