Esportes

Thiago Pereira abdica de ‘maratona’ e nada só uma prova em seletiva olímpica

O medalhista olímpico pretende cair apenas uma vez na água durante a competição- foto: divulgação/CBDA

O medalhista olímpico pretende cair apenas uma vez na água durante a competição- foto: divulgação/CBDA

A tática de Thiago Pereira, 29, para a disputa do Brasileiro Sênior/Torneio Open, primeira seletiva olímpica da natação brasileira, está traçada: poupar esforços.


O medalhista olímpico pretende cair apenas uma vez na água durante a competição, que ocorre até sábado (19) na piscina da Unisul, em Palhoça, Santa Catarina.

Pereira nadará apenas os 200 m medley, na sexta-feira (18). Ele tentará fazer um tempo expressivo já na parte da manhã para cravar o índice e não ter de competir à tarde.

O fluminense é conhecido por encarar uma maratona de provas em competições nacionais e internacionais. Nos Pans de 2007, no Rio, e 2011, em Guadalajara, por exemplo, conquistou oito medalhas em cada um.

Agora, porém, até por não possuir mais a resistência de temporadas passadas, mudou a estratégia. Quer disputar menos provas.

Se para Londres-2012 obteve classificação para quatro eventos (200 m medley, 400 m medley, 200 m costas e 100 m costas), agora ele quer se dedicar apenas naquela que é sua distância favorita.

“Estou bastante motivado. Meu grande foco é os 200 m medley e tentarei de tudo para garantir a classificação já agora”, afirmou o atleta, que defende o Minas Tênis Clube e até esta terça-feira estava nos EUA, participando de campanha de seu fornecedor de material esportivo.

Ele foi medalha de prata nesta prova no Mundial de Kazan, na Rússia, em agosto. Desde o final de 2013, Pereira tem como base Los Angeles, na Califórnia, onde treina com os técnicos Dave Salo e Jon Urbanchek -este, antigo treinador de Gustavo Borges.

Pereira abriu mão, por ora, de disputar os 400 m medley, na qual foi vice-campeão olímpico em Londres. A adição ou não dela ainda será considerada para a segunda e definitiva seletiva olímpica, que ocorrerá em abril, no Troféu Maria Lenk, no Rio. A competição também servirá como evento-teste olímpico.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir