Economia

Termina a greve nos Correios em Manaus

o Sintect-AM reivindicava contra péssimas condições de trabalho - foto: Ione Moreno

o Sintect-AM reivindicava contra péssimas condições de trabalho – foto: Ione Moreno

Após deflagrar paralisação, funcionários dos Correios, em Manaus, voltaram ao trabalho, após realizarem uma assembleia geral.
Segundo o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios no Amazonas (Sintect-AM), foi apresentado uma proposta por parte da empresa que foi validada pelos funcionários na capital e no interior.   

A paralisação, que deu início no último dia 24 de julho, reivindicava melhorias na condição de trabalho e contratação de mão de obra.

Conforme o presidente do Sintect-AM, Carlos Clei, durante a assembleia, foi decidido que os funcionários fizessem a alteração para entrega matutina.

“Nós queríamos a contratação de trabalhadores de forma emergencial e também a realização do concurso publico. Em parte, aceitamos a implantação da entrega de correspondências (ser feita) pela parte da manhã. À tarde, o sol fica muito escaldante, e a temperatura alta prejudica os carteiros. A alteração para a entrega matutina ficou com entrada a partir das 7h30, com intervalo para almoço às 12h, retornando às 14h30 e fechando o dia por volta das 16h30”, explicou Carlos.

Os trabalhadores devem compensar apenas 80% dos dias não trabalhados durante a greve. O resto dos dias será abonado pela empresa, segundo o Sintect-AM.

Mais de 1 milhão de correspondências e unidades postais ficaram acumuladas devido à paralisação. A entrega da carga deve normalizar nos próximos dias.

Representando 1,4 mil trabalhadores em todo o Amazonas, o Sintect-AM reivindicava contra péssimas condições de trabalho.

Greve nacional

Além da paralisação no Amazonas, os trabalhadores dos Correios estão em negociação com a direção geral da empresa, em Brasília, para tentar um aumento de salário da categoria.
A campanha nacional tem calendário até o dia 15 de setembro. Se não houver avanço nas negociações, poderá haver greve nacional.

Outro lado

Por meio de nota, os Correios informaram que “foi acordado com a representação dos trabalhadores a entrega pela manhã e tratamento de 100 % da carga pela tarde para entrega no dia seguinte. Os serviços postais estão normalizados.

Por Lindivan Vilaça

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir