Sem categoria

Terceirizados da Reman protestam por benefícios atrasados

Petroleiros tercerizados que atuam na Reman paralisam atividades - fotos: Josemar Antunes

Petroleiros terceirizados que atuam na Reman paralisam atividades – fotos: Josemar Antunes

Aproximadamente 130 petroleiros terceirizados que atuam na Refinaria Isaac Sabbá (Reman), localizado na rua Rio Quixito, bairro Distrito Industrial, Zona Sul, estão com as atividades paralisadas há dois dias. Os funcionários reivindicam os benefícios atrasados há dois meses.  Segundo eles, os salários, plano de saúde, vale alimentação e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) não estão sendo pagos pela empresa Potencial Engenharia.

De acordo com o coordenador-geral do Sindicato dos Petroleiros do Amazonas (Sindipetro-AM), Acácio Carneiro, a decisão da paralisação foi tomada após a categoria reclamar pelos direitos trabalhistas junto ao sindicato. Os funcionários iniciaram a paralisação das atividades na quarta-feira (23).

A categoria esteve reunida com os representantes sindicais na entrada da refinaria - foto: Josemar Antunes

A categoria esteve reunida com os representantes sindicais na entrada da refinaria – foto: Josemar Antunes

“Já iniciamos as conversas com a direção da empresa, que fica em São Paulo. A empresa ficou de resolver o problema dos trabalhadores até às 10h (horário de Brasília) de hoje. Por enquanto, a reivindicação é de forma pacífica e não deve comprometer a produção de combustíveis da estatal Petrobrás, uma vez que os funcionários atuam na prevenção e corretiva no processo”, disse Carneiro.

No início desta quinta-feira (23), representantes do Sindipetro e Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-AM) estiveram reunidos com os funcionários na entrada da refinaria de Manaus para conversar com a categoria e fornecer orientações para o retorno ao trabalho, após as negociações.

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir