Esportes

Tentando seguir na Rio 2016, Brasil vai para o tudo ou nada com a Dinamarca em Salvador

Neymar-PedroMartins_Gazeta-Press

Neymar tem sido bastante criticado pela torcida, que tem gritado pelo nome de Marta nos jogos – foto: Pedro Martins/Gazeta Press

Pressionada por conta dos empates sem gols com África do Sul e Iraque, a seleção brasileira entra em campo para enfrentar a Dinamarca nesta quarta-feira (10), às 21h (de Manaus), na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), pela última rodada do Grupo A do torneio masculino de futebol dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Os dinamarqueses, que venceram os africanos na jornada passada, lideram com quatro pontos e avançam com um simples empate. Se perder, o Brasil vai amargar uma eliminação precoce e aumentar a crise que já ronda a CBF por conta de fiascos anteriores.

Caso o Brasil empate o jogo, terá que torcer para que o duelo entre Iraque e África do Sul, no mesmo horário, na Arena Corinthians, em São Paulo (SP), termine empatado, de preferência sem gols. Nesse caso, brasileiros e iraquianos disputariam o segundo lugar no número de gols marcados ou até mesmo em um sorteio.

Rogério Micale, técnico da seleção brasileira, sabe da pressão que está recaindo em seus jogadores, mas tenta agir com naturalidade.

“Sabemos que não conseguimos as vitórias que todos esperavam, inclusive a gente, nos jogos contra África do Sul e Iraque. Porém, apesar disso, ainda dependemos do nosso próprio resultado para garantirmos a classificação e é isso que devemos manter como foco. O jogo contra a Dinamarca é mais uma decisão e vamos a campo sabendo que devemos produzir ainda mais, sermos mais eficientes”, disse Micale.

Os jogadores brasileiros entendem que é preciso manter a tranquilidade na hora da conclusão.

“Estamos jogando bem, conseguindo produzir, mas tem faltado colocar a bola para dentro. Infelizmente, isso não aconteceu nos dois primeiros jogos e agora vai precisar acontecer de qualquer maneira. O confronto com a Dinamarca tende a ser ainda mais complicado, pois eles vão exigir mais da gente e teremos que pressionar com responsabilidade. Mas confio no potencial do nosso grupo”, disse o meia Gabriel Jesus.

A seleção brasileira não poderá contar com o volante Thiago Maia, suspenso por acúmulo de cartões amarelo. A tendência é que Rodrigo Dourado seja o escolhido para o setor, pois Rafinha, o preferido da comissão técnica, não suporta noventa minutos. Existe ainda a possibilidade de alguma outra mudança ser feita, mas Micale só vai revelar a escalação minutos antes do confronto na tentativa de surpreender o rival.

Pelo lado da Dinamarca, o técnico Niels Frederiksen espera tirar proveito da pressão brasileira.

“A seleção brasileira vai precisar pressionar e por isso mesmo vai ter que se expor. Se soubermos jogar com inteligência, podemos garantir o triunfo e a primeira colocação do grupo”, afirmou Niels Frederiksen.

O treinador da Dinamarca não quis antecipar a escalação que vai mandar a campo, mas a tendência é que ele mantenha a equipe que venceu a África. Se perder o jogo o time dinamarquês só avança em caso de empate no jogo entre Iraque e África do Sul.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir