Política

Temer veta reajuste integral para defensores públicos

O presidente Michel Temer vetou parcialmente nesta quinta-feira (15) a proposta de reajuste salarial para defensores públicos. Ele autorizou o aumento de apenas 7% para todas as categorias da carreira, segundo informações da Secretaria de Imprensa da Presidência.

A sanção da lei será publicada no “Diário Oficial da União” nesta sexta (16), quando a mudança entra em vigor.

O Congresso aprovou em agosto um reajuste de até 67% para a categoria. O salário base dos defensores passará de R$ 17,3 mil para 18,5 mil. Já o topo da carreira, representado pelo defensor-geral da União aumentará de R$ 31 mil para R$ 33,2 mil.

Inicialmente, o reajuste seria aplicado em quatro parcelas escalonadas. Com o veto, o reajuste será único e pago de uma vez.

De acordo com a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que foi relatora da proposta na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, há hoje 624 defensores públicos da União ativos no país.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir