Política

Temer diz não cogitar disputar reeleição em 2018

Diante de informações de que aliados estariam defendendo sua candidatura à reeleição, o presidente interino, Michel Temer, divulgou nota neste domingo (31) afirmando ficar “honrado com a lembrança”, mas disse que não cogita ser candidato a presidente na eleição de 2018.


Neste domingo, reportagem da Folha de S.Paulo revelou que pelo menos três ministros próximos a Temer não descartam a possibilidade de Temer, apesar de negar hoje publicamente, vir a se candidatar à reeleição em 2018 caso tenha êxito na sua gestão na hipótese de ser confirmado o impeachment de Dilma Rousseff.

Também hoje, em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo”, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que, se o peemedebista fizer uma gestão com aprovação de 50% da população, ele deveria ser o candidato da base aliada para ficar mais um mandato à frente da Presidência da República.

Em sua nota, divulgada na manhã deste domingo, Temer diz que “não cogita disputar a reeleição” e que todos os seus esforços estão voltados para garantir a retomada do crescimento econômico.

O presidente interino sempre evitou assumir, publicamente, qualquer possibilidade de se candidatar à reeleição para evitar divisões dentro de sua base aliada, que tem potenciais candidatos a presidente em 2018, principalmente entre os tucanos.

Ele chegou, inclusive, a assumir o compromisso de que não seria candidato exatamente para garantir a aprovação da abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. Agora, avaliam assessores, a divulgação de tal hipótese pode gerar ruídos quando se aproxima o julgamento definitivo da petista no Senado Federal.

A íntegra da nota divulgada pela Presidência da República, assinada pelo presidente Michel Temer, é esta: “Fico honrado com a lembrança de meu nome como possível candidato em 2018. Mas reitero, uma vez mais, que apenas me cabe cumprir o dever constitucional de completar o mandato presidencial, se o Senado Federal assim o decidir. Não cogito disputar a reeleição. Todos meus esforços, e de meu governo, estão voltados exclusivamente para garantir que o Brasil retome a rota do crescimento e seja pacificado”.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir