Dia a dia

Taxista é preso suspeito de estuprar enteada de 12 anos, em Iranduba

O taxista foi indiciado por estupro de vulnerável - foto: divulgação

O taxista foi indiciado por estupro de vulnerável – foto: divulgação

O taxista Antônio da Cruz Vieira, 40, foi preso na tarde da ultima terça-feira (24), suspeito de estuprar a enteada dele, uma adolescente de 12 anos. O fato ocorreu no municipio de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus).

De acordo com o delegado titular da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), Paulo Mavignier, a prisão do infrator ocorreu em via pública, na avenida Amazonas, centro de Iranduba, em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela 2ª Vara Judicial daquele município. A ação contou com o apoio da delegada-adjunta da unidade policial, Tamara Albano.

Paulo Mavignier explicou que foi procurado pela vítima e pela mãe da menina em novembro do ano passado. Na ocasião, elas teriam relatado que Antônio já tinha tocado as partes íntimas da garota em outra situação, mas que o estupro ocorreu somente no dia 30 de setembro de 2015.

“Em depoimento, a garota disse que estava sozinha em casa quando o padrasto chegou embriagado e a forçou a ter relações sexuais com ele, ameaçando-a de morte. Somente dias depois do ocorrido ela criou coragem para contar para a mãe o que havia acontecido”, declarou Mavignier.

Conforme a vítima, após cometer o crime o padrasto teria ficado três dias sem aparecer na casa delas, mas que constantemente era visto por populares trafegando pela via onde elas moram, na tentativa de intimidar mãe e filha. O taxista foi indiciado por estupro de vulnerável.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir