Esportes

Tabu de 14 anos no Morumbi marca o clássico

Nos últimos 14 anos, os encontros entre São Paulo e Palmeiras no Morumbi seguiram roteiro similar, com os donos da casa saindo quase sempre satisfeitos e os visitantes, frustrados.
Desde 21 de março de 2002 – quando o meia Alex passou por dois adversários, deu um chapéu em Ceni e anotou um dos mais belos gols da história do confronto na goleada por 4 a 2 -, o alviverde não vence na casa do rival. Neste domingo (29), o Palmeiras tem motivos para crer que é possível desfazer o tabu.

Ao longo dos 14 anos, São Paulo e Palmeiras enfrentaram-se 20 vezes no Morumbi, com 12 vitórias tricolores e oito empates. No período, o São Paulo teve algumas de suas conquistas mais importantes: três títulos do Brasileiro (2006, 2007 e 2008), uma Libertadores e um Mundial de Clubes (ambos em 2005).

Concomitantemente, o Palmeiras viveu talvez seus momentos mais vergonhosos com os rebaixamentos em 2002 e em 2012, além de vexames como goleadas para times menos tradicionais.

Mas entre 2015 e 2016, o São Paulo passou a ser assombrado por problemas similares aos que afetavam o Palmeiras, que por sua vez começou a ser tomado como exemplo de gestão durante o mandato de Paulo Nobre. E os reflexos em campo não tardaram a aparecer.

Em meio a turbulências políticas que envolveram acusações de desvio de dinheiro, pagamento de propinas e o afastamento do então presidente Carlos Miguel Aidar, o São Paulo também se viu em um cenário caótico de desorganização de suas finanças. Desde o final de 2015, acumularam-se decepções, como a goleada por 6 a 1 para o Corinthians e a eliminação do Paulista após 4 a 1 aplicado pelo Audax nas quartas de final.

Cotado como um dos favoritos ao título do Brasileiro, com suas contas sob controle e um elenco de jogadores badalados, o Palmeiras encontra-se em conjuntura favorável para apagar a sequência negativa no estádio do rival. No entanto, o time deve ter cuidado com o embalo no qual o adversário entrou desde o início da fase eliminatória da Libertadores, quando já eliminou Toluca (MEX) e Atlético-MG.

Torcida única

Devido a determinação da Secretaria de Segurança Pública do Estado, o clássico terá torcida única, ou seja, apenas apoiadores do São Paulo.

SÃO PAULO
Denis; Bruno, Lugano, Maicon e M. Reis; T. Mendes, Wesley, Kelvin, Ganso e Centurión; A. Kardec (Calleri) T.: E. Bauza

PALMEIRAS
Prass; Tchê Tchê, T. Martins, V. Hugo e Fabricio (Egídio); Jean, T. Santos e Moisés (Alecsandro); Dudu, R. Guedes e G. Jesus T.: Cuca
Estádio: Morumbi
Horário: 16h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir