Mundo

Suspeitos pela morte de imigrantes na Áustria serão ouvidos em tribunal húngaro

Chegaram neste sábado (29) à Hungria quatro suspeitos pela morte de 71 imigrantes encontrados em um caminhão frigorífico na quinta-feira (27) em uma autoestrada da Áustria. Eles serão ouvidos no tribunal de Kecskermét.

O Ministério Público húngaro pediu que os quatro homens (três búlgaros e um afegão) permaneçam sob custódia devido à “natureza excecional do crime, as subsequentes mortes de pessoas no tráfico de seres humanos e a perpetração do ato criminoso de traficar pessoas de forma profissional”.

Os quatro suspeitos foram transportados em carros separados até ao Palácio de Justiça de Kecskermét, a cerca de 90 quilômetros ao sul de Budapeste.

O Ministério Público pediu que os suspeitos fiquem detidos durante um mês, tempo em que prosseguem as investigações do caso.

De acordo com as primeiras apurações, as 71 vítimas (59 homens, oito mulheres e quatro crianças) eram imigrantes sírios e morreram asfixiados.

Os corpos foram encontrados em um caminhão abandonado na autoestrada A4, entre o Lago Neusiedl e a localidade de Pandorf, no estado de Burgenland, na fronteira com a Hungria, de onde o veículo teria vindo.

Segundo a polícia austríaca, os quatro homens são apenas elementos operacionais “de um grupo búlgaro e húngaro de tráfico de seres humanos”.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir