Dia a dia

Suspeitos de envolvimento em sequestro de jovem são presos na zona Norte

 O trio foi apresentado na tarde desta sexta-feira (17), durante coletiva de imprensa - foto: divulgação

O trio foi apresentado na tarde desta sexta-feira (17), durante coletiva de imprensa – foto: divulgação

Alcidiones Ponciano da Silva, 24, conhecido como ‘Cidi, Cleverson Barreto de Souza, 24, chamado de ‘Gui’, e Geovanni Medeiros da Silva, 29, foram presos nesta quinta-feira (16), suspeitos de estarem envolvidos de Mateus de Almeida Magnavita, 18, ocorrido na última terça-feira (14), em um conjunto habitacional situado na zona Norte da cidade.  O trio foi apresentado na tarde desta sexta-feira (17), durante coletiva de imprensa.

De acordo com o delegado do 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Raul Augusto, Alcidiones trabalhava com táxi-frete e Geovanni é detento do sistema semiaberto de unidade prisional do Estado. Os dois foram presos ontem, na casa da mãe de Geovanni, no bairro Monte das Oliveiras, zona Norte.

Conforme a autoridade policial, Cleverson foi preso logo em seguida, em um conjunto habitacional também na zona Norte. Com os infratores foi apreendido um veículo modelo Siena, de cor cinza e placas JXN 9029.

“Demos início às investigações em torno do caso após a mãe da vítima nos procurar para formalizar a ocorrência. Mateus, que é chamado de “Carioca”, estaria devendo R$ 20 mil aos infratores, relacionado a uma dívida do tráfico de drogas. Tanto a vítima quanto os infratores fazem parte de uma facção que atua nesse segmento na cidade.  No dia do crime Mateus foi atraído para o cativeiro por Alcidiones e Geovanni. No local foi torturado e as imagens foram enviadas à mãe da vítima”, explicou Raul Augusto.

O titular do 26º DIP declarou, ao longo da coletiva de imprensa, que as imagens enviadas ao celular da mãe dele mostravam Mateus sendo agredido com chutes, queimado com prancha de cabelo e furado com agulha. Raul Augusto afirmou que, além do trio, outros indivíduos envolvidos no sequestro estão sendo procurados e a identidade deles foi preservada para não atrapalhar o andamento das investigações. “Quando eles souberam que estávamos atrás de Mateus eles o libertaram”, disse o delegado.

Alcidiones, Cleverson e Geovanni foram autuados em flagrante por extorsão mediante sequestro e associação criminosa. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial o trio será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir