Dia a dia

Suspeito de assassinar sargento da PM é morto com três tiros, na Zona Norte

O homem foi morto com três tiros que atingiram, sendo um na cabeça e dois na costa - foto; divulgação

O homem foi morto com três tiros que atingiram a cabeça e a  costa dele – foto:divulgação

O ex-presidiário Sérgio Lima do Espírito Marques, 32, foi morto com três disparos de arma de fogo, na noite dessa quinta-feira (7). De acordo com a polícia, Sérgio seria um dos suspeitos na participação na morte do sargento da Polícia Militar Elcy Lima da Silva, 49, morto também com três tiros, na noite de quarta-feira (6), bairro Tarumã, Zona Oeste.

O crime ocorreu por volta das 21h, na rua Guajará, esquina com a rua Samaúma, conjunto Viver Melhor 2, Zona Norte da cidade.

Segundo a perícia da Polícia Civil, sete tiros foram disparados contra a vítima, mas somente três o atingiram, sendo um na cabeça e dois na costa. No celular dele, continha mensagens que comprovam a participação na morte do PM.

A polícia informou que o homem estava em frente a um bar, quando um carro de placa não divulgada, parou e os ocupantes do veículo efetuaram os disparos contra a vítima, que morreu no local. Os autores fugiram sem serem identificados.

Para o irmão da vítima, Moisés Lima, a motivação do crime é desconhecida, a última vez que falou com o irmão foi há uma semana.

“Ele me ligou faz uma semana para se despedir, falando que não ia aparecer mais. Eu perguntei o que estava acontecendo, mas ele não falou revelou”, relatou Moisés.

O titular da Delegacia Especializa em Homicídios e Sequestros (Dehs), Ivo Martins, afirmou que serão feitas investigações sobre a possível participação de Sérgio no crime que vitimou o PM.

O delegado não descartou a existência de um grupo de extermínio na capital, mas comentou ainda que era muito cedo confirmar esta possibilidade. A policia já tem suspeitos de quem seriam os autores dos 14 crimes que ocorreram em menos de 48 horas em Manaus.

Por Mara Magalhães com informações de Josemar Antunes (especial Em Tempo Online)

 

1 Comment

1 Comment

  1. zé indignado

    8 de maio de 2015 at 11:00

    contratem um jornalista que escreva corretamente. quanto erro de português que vergonha… “Costa” só existe a marítima ou oceânica, ou é o sobrenome de alguém. A parte de trás da pessoa se chama “COSTAS”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir